Português Italian English Spanish

Advogado chama de 'mentirosos' as acusações de fatos distorcidos feito por site de notícias

Advogado chama de 'mentirosos' as acusações de fatos distorcidos feito por site de notícias


27/07/2020

O Jornal “O Repórter do Araguaia” repudia a matéria intitulada “Prefeita Janailza tranqüiliza seus apoiadores e garante que será reconduzida ao cargo nesta Segunda feira”, publicada no site “Lapada do Araguaia”, dia 20 de julho de forma irresponsável, onde o Registro Profissional de Jornalista o chamado DRT, da jornalista do JRepórter constava no expediente do site, sem autorização da mesma, que assim que soube exigiu que fosse imediatamente retirado. Diante disso, o jornal deixa claro que a jornalista nunca editou ou é autora de matérias publicadas no site “Lapada do Araguaia”, todas as matérias escrita por ela são assinada, editadas com responsabilidade e publicadas no site “O Repórter do Araguaia”, jamais a mesma escreve matérias com informações tiradas de comentários, áudios ou fotos compartilhados em grupos de redes sociais, sempre tenta contatos com as partes envolvidas nos fatos. “Quando resolvi exercer a profissão de Jornalista, foquei em garantir a liberdade de expressão e a fidelidade da informação a todos os internautas e amigos”, frisou a jornalista Néia Rondon.

 

 

 

 

 

A matéria destaca ainda diversas afirmações falsas envolvendo nomes como o da M.M Juíza de Direito da Comarca de São Félix do Araguaia; Dra. Janaína  Cristina de Almeida, da Prefeita de São Félix do Araguaia; Janailza Taveira Leite e do Advogado Dr. Luiz Alfredo F. Abreu. Este tipo de acusação, é que dá espaço a especulações e fofocas, parece servir ao propósito encomendado de promover um ataque sórdido e covarde. As notícias falsas circulam nas mídias digitais em grandes proporções, compactuando com o pensamento de um grupo de pessoas. Ouvir os “dois lados” é necessário, sim. Veículo de imprensa que não relata fielmente os fatos e acusa alguém apenas com base na palavra de uma pessoa, sem ouvir a sua versão, abusa da liberdade de imprensa. Não há dúvida que a imprensa tem o dever de informar. Todavia, deve fazê-lo desde que tenha informações fidedignas, respaldo e veracidade no que divulga.

Ao retornar das folgas compensatórias, a magistrada Dra. Janaína foi surpreendida com a informação de que estariam sendo veiculados áudios em grupos de whatsapp insinuando a mesma seria amiga da prefeita Janailza Taveira, motivo pelo qual retornaria ao cargo no dia 20 de julho e reformaria a decisão liminar, proferida pelo M.M Juiz de Direito Dr. Ivan Lúcio Amarante, que determinou o afastamento da Prefeita Municipal de São Félix do Araguaia de suas funções por 15 (quinze) dias. De acordo com Dra Janaina as imputações são tão absurdas e descabidas que os responsáveis não se atentaram a circunstância de que cabe ao Tribunal de Justiça, em sede de recurso de Agravo de Instrumento, reformar ou manter decisão prolatada pelo Juízo de 1ª Instância.

De posse dessa informação, a magistrada emitiu uma nota, onde relata que as insinuações ofenderam a sua idoneidade, honestidade e decoro razão pela qual foram tomadas as devidas providências legais, tendo sido registrado Boletim de Ocorrência para apuração dos responsáveis que gravaram os áudios e daqueles que divulgaram referidas mensagens e falácias em grupos de whatsapp e redes sociais, contribuindo para a propagação de fatos sabidamente falsos. Dra Janaina afirmou ainda ser totalmente inverídicas as alegações de que esta magistrada tenha vínculo de amizade com a Prefeita Municipal e teria se comprometido a reformar a decisão liminar supracitada.

Já o advogado da Associação dos Produtores da Suiá-Missú (APROSUM); Dr. Luiz Alfredo Feresin de Abreu, descreve que o autor da referida matéria faltou com a verdade, alterando a verdade dos fatos ao sustentar, inclusive, afirmando que o mesmo vive a sombra da sua irmã; Senadora Katia Abreu. Além disso, o site afirmou na reportagem que o advogado vendeu ilusões, a troco de Milhões para povo humilde do Posto da Mata, prometendo lhes a garantia de que não seriam tirados de suas terras.

O JRepórter do Araguaia entrou em contato com alguns ex-moradores Osmair da Mota,  ex-proprietário de terra Desembargador Dr. Manoel Ornellas, os ex presidentes da APROSUM, Renato Theodoro, e Sebastião Prado,  ex-moradora e atual presidente da Associação Maria Brasilina, todos por unanimidade afirmaram que em nenhum momento Dr. Luiz Alfredo, utilizou o nome de sua irmã Senadora Kátia Abreu (MDB-TO), e muito menos pediu ajuda a ela referente ao processo. Ou seja, não abandonou a causa, nunca cobrou nada, continua defendendo e acompanhando o processo, por ter consciência que Associação não tem condição de arcar com todas as despesas, até porque todos perderam tudo sem direito sequer uma indenização. Segundo a atual presidente Brasilina, assim que o processo for julgado e a situação revertida, ele será pago justamente, pois o que se espera é que pelo menos o povo que foi retirado das terras recebe uma indenização por parte do governo federal.

Dr. Luiz Alfredo nega de modo veemente a acusação e segundo o mesmo só recebeu despesa, nunca recebeu honorário, tanto é que o seu contrato é de êxito, não é de condenação, caso perca, não tem o que receber. Inconformado, com as notícias falsas, o advogado, menciona que um ano atrás, foi procurado por alguns moradores e membros da APROSUM, dispostos a pagar uma parte das despesas, no qual recusou, dizendo que iria aguardar o julgamento, justamente o contrário que o texto da matéria afirma. Na verdade, segundo Dr. Luiz Alfredo, quem tem esse tipo de comportamento desavergonhado e desonesto, e mente deliberadamente para a opinião pública, precisa responder por essas ações na forma da lei. É necessário também que o poder público revise as concessões de veículos jornalísticos que praticam sistematicamente esse tipo de mentira e desonestidade.

Com as afirmações do texto do site responsável pela matéria, o advogado estará registrando o Boletim de Ocorrência contra as acusações mentirosas e caluniosas implantadas. Este tipo de acusação, sem autor, sem fatos ou dados objetivos, e que dá espaço apenas a especulações e fofocas, parece servir ao propósito encomendado de promover um ataque sórdido e covarde. Nesse cenário, o jornalista, que deveriam ser fontes de muita confiança, passa pelo mal do século — o ctrl C ctrl V —, de pegar informações de outros lugares e fazer um grande remendo de informações, preferindo basear-se em terceiros fugindo ao exercício do seu verdadeiro papel, de ir atrás das fontes e de fatos.

Por fim, cabe destacar que, o advogado Dr. Luiz Alfredo previu, através de um comentário no facebook, de que o Tribunal concederia a liminar para prefeita Janailza e Cassaria a decisão do Dr. Ivan, não é que foi exatamente o que aconteceu, será que além de um excelente profissional, o advogado também é vidente?

Vanessa Lima/O Repórter do Araguaia

  2 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

Os quatro vereadores que votaram contra a cassação e favor da prefeita serão sempre lembrados negativamente pela população. Que postura feia. A urna vai dar a resposta aos quatro defensores da prefeita.

O jornalismo do Araguaia está de parabéns, mentira não tem pernas. O autor da Fake crimosa sobre o caso de São Félix distorceu o assunto para sacar contra a honra do Dr.Luiz Alfredo. Nesse mesmo conceito delítivo investiu contra a seriedade da reporte para a publicação, tudo como registra o Repórter do Araguaia. A atuação dos dois sites merece destaque assim como autor da notícia merce punição severa.

Banner Superior Esquerda

Banner Central Esquerda

Banner Inferior Esquerda

 

 
 

 

 

COLUNAS E OPINIÃO

Blog do Samy Dana

Colunista O Repórter do Araguaia

Gerson Camarotti

Colunista O Repórter do Araguaia

 

VÍDEOS

 

Acesse nosso Canal no Youtube

 

NOSSOS PARCEIROS