Português Italian English Spanish

Freis e amigos fazem campanha para pagar despesas de transporte aéreo do bispo dom Pedro Casaldáliga

Freis e amigos fazem campanha para pagar despesas de transporte aéreo do bispo dom Pedro Casaldáliga


08/08/2020

Os freis e amigos do bispo emérito Dom Pedro Casaldáliga, de 92 anos, que foi transferido do hospital de São Félix do Araguaia, a 1,159 km de Cuiabá, para Batatais, em São Paulo, começaram uma campanha para pagar as despesas do transporte aéreo do religioso.

 

 

 

 

 

Além disso, o dinheiro será usado em possíveis gastos relacionados à saúde de Casaldáliga.

O bispo foi transferido no início da noite de terça-feira (4) após ter sido internado com problemas respiratórios em Mato Grosso.

Segundo a Associação Nossa Senhora da Assunção (ANSA), ao qual o bispo faz parte, as despesas com o translado ficaram em R$ 35,9 mil.

Ela está sendo bancada pela Congregação dos Claretianos, Congregação dos Agostinianos e pela Prelazia de São Félix. Cada um assumiu o compromisso de bancar R$ 11,9 mil.

Natural da Catalunha, Dom Pedro Casaldáliga foi o primeiro bispo da Prelazia de São Félix do Araguaia, ofício que ocupou até 2005, e ficou conhecido pelo trabalho pastoral ligado a causas como a defesa de direitos dos povos indígenas e contra a violência dos conflitos agrários, bem como por suas posições políticas.

Dom Pedro Casaldáliga está internado há mais de uma semana por consequências de problemas respiratórios agravados pelo Mal de Parkinson e pela idade do religioso.

História do Bispo

O engajamento do bispo emérito lhe transformou em referência, mas também já lhe colocou em risco de morte na região do Araguaia, leste de Mato Grosso.

Exemplos são dois dos últimos episódios em que ele se envolveu: em 2013, recusou dar seu nome para um prêmio de jornalismo por se opor à nomeação da então secretária estadual de Cultura, Janete Riva; em 2012, recebeu ameaças de morte devido ao apoio prestado aos índios xavantes, reinseridos na terra indígena Marãiwatsédé após anos de embate judicial contra latifundiários e produtores rurais.

Com saúde debilitada, Casaldáliga vive atualmente sob os cuidados de três freis agostinianos de sua comunidade religiosa em uma casa na cidade de São Félix do Araguaia.

Devido à idade avançada, Casaldáliga tem dificuldades para algumas atividades, como leitura, e não fala ao telefone há anos por causa dos problemas de audição. Em 2015, teve de se submeter a uma cirurgia após fraturar o fêmur em um acidente doméstico.

Nascido Pere Casaldàliga i Pla em 16 de fevereiro de 1928, no município de Balsareny (província de Barcelona, na Espanha), Pedro Casaldáliga chegou a Mato Grosso em 1970 para atuar como o primeiro bispo da Prelazia de São Félix do Araguaia.

Já nos primeiros anos na região, ao lado de outros padres espanhóis, envolveu-se com a defesa de povos indígenas, ameaçados pela violência dos conflitos agrários e pela expansão dos latifúndios na região.

Além da atuação pastoral, Casaldáliga é conhecido pela produção literária, tanto de poesias quanto de manifestos, artigos, cartas circulares e obras com cunho político ou de temas ligados a espiritualidade, editadas e publicadas no Brasil e no exterior.

A trajetória do religioso também já lhe rendeu um filme biográfico, "Descalço sobre a Terra Vermelha", produzido e lançado em 2014 por duas produtoras espanholas em parceria com a TV Brasil.

 

 

FONTE: G1 MT

  2 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

Toda uma vida dedicada ao que acreditava. Combateu o bom combate, caminhou de mãos dadas com seus irmãos, pregou o amor de Deus por nós como ninguém, sobretudo ensinou aos que quiseram ouvi-lo que humildade não é submissão, servilismo, que a dignidade é inegociável. Hoje recupera suas asas e certamente continuará lutando pelo que acredita, em outros mundos. Voltando pra casa na certeza de que doou o melhor de si para os que nele buscavam amparo. Que Deus o abençoe, sempre!

Toda uma vida dedicada ao que acreditava. Combateu o bom combate, caminhou de mãos dadas com seus irmãos, pregou o amor de Deus por nós como ninguém, sobretudo ensinou aos que quiseram ouvi-lo que humildade não é submissão, servilismo, que a dignidade é inegociável. Hoje recupera suas asas e certamente continuará lutando pelo que acredita, em outros mundos. Voltando pra casa na certeza de que doou o melhor de si para os que nele buscavam amparo. Que Deus o abençoe, sempre!

Banner Superior Esquerda

Banner Central Esquerda

Banner Inferior Esquerda

 

 
 

 

 

COLUNAS E OPINIÃO

Blog do Samy Dana

Colunista O Repórter do Araguaia

Gerson Camarotti

Colunista O Repórter do Araguaia

 

VÍDEOS

 

Acesse nosso Canal no Youtube

 

NOSSOS PARCEIROS