Português Italian English Spanish

Marcos Machado declara voto em Zuquim para presidência do TJ

Marcos Machado declara voto em Zuquim para presidência do TJ


Desembargador vai competir com Clarice Claudine no comando do Judiciário mato-grossense

O desembargador Marcos Machado declarou, nesta terça-feira (27), apoio ao colega magistrado José Zuquim Nogueira para a eleição da presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso no biênio 2023/2024.

“Na verdade, o voto é secreto, mas eu já me posicionei. Não tenho que esconder, por que já disse para os dois, que eu fiz um compromisso com o desembargador “Zé” Zuquim anterior ao lançamento da candidatura da desembargadora Clarice Claudine”, disse em reunião com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Eduardo Botelho (União Brasil).

Marcos disse que não tem dificuldade em dar transparência ao seu voto, mesmo sendo secreto, mas se colocou à disposição para atuar junto ao vencedor. “Eu estarei à disposição de qualquer um dos dois para atuar e fazer frente daquelas demandas eventualmente me couberem”, completa.

O registro das candidaturas para eleição dos desembargadores que ocuparão os cargos de presidente, vice-presidente e corregedor-geral da Justiça do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) no biênio 2023/2024 encerrou às 19h desta segunda-feira (26).

As inscrições para concorrência à presidência foram apresentadas pela desembargadora Clarice Claudino da Silva e pelo desembargador José Zuquim Nogueira.

Para o cargo de vice-presidência apresentaram os registros de candidatura os desembargadores Sebastião de Moraes Filho, Carlos Alberto Alves da Rocha, Luiz Ferreira da Silva e Maria Erotides Kneip.

Já para a corregedoria-geral da Justiça de Mato Grosso estão concorrendo os desembargadores Juvenal Pereira da Silva, Rui Ramos Ribeiro e Mario Roberto Kono de Oliveira.

ELEIÇÃO - A eleição será realizada no dia 13 de outubro (quinta-feira), em sessão do Tribunal Pleno, às 13h30, de forma eletrônica e os escrutínios distintos e secretos, sendo a primeira votação para escolha do presidente, a segunda para vice-presidente e a terceira para corregedor-geral da Justiça, considerando-se eleito o desembargador que obtiver a maioria dos votos dos membros do Tribunal e, em caso de empate, o desembargador mais antigo e, se iguais em antiguidade, de mais idade.

POSSE - A posse dos desembargadores ou desembargadoras eleitas ocorrerá no dia 19 de dezembro de 2022, e a entrada em exercício nos respectivos cargos de direção se dará em 1º de janeiro de 2023.

 

 

ALLAN PEREIRA E MIKHAIL FAVALESSA
Da Redação

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário

Banner Superior Esquerda

Banner Central Esquerda

Banner Inferior Esquerda

 

 
 

 

 

COLUNAS E OPINIÃO

Blog do Samy Dana

Colunista O Repórter do Araguaia

Gerson Camarotti

Colunista O Repórter do Araguaia

 

VÍDEOS

 

Acesse nosso Canal no Youtube

 

NOSSOS PARCEIROS