05/11/2015 - Setor delibera por Frente Parlamentar e exige retomada dos investimentos

Com a proposta de criação da Frente Parlamentar do Esporte, o deputado Estadual Baiano Filho (PMDB) assume a coordenação dos trabalhos que passam a garantir uma nova musculatura na defesa do Esporte em Mato Grosso. A frente terá como meta assegurar representatividade política às ações voltadas a reestruturação esportiva, com a pretensão de interferir diretamente no dialogo junto ao Governo do Estado para resgate da Secretaria de Estado de Esportes e Lazer, e retomada das ações de fomento ao esporte.

A frente é um dos principais encaminhamentos dados durante audiência pública proposta por Baiano Filho na ultima semana em Cuiabá. Na oportunidade, a Assembleia Legislativa protagonizou a formação de um grande movimento de luta pelo esporte. Dezenas de federações desportivas, secretários municipais, prefeitos, líderes esportivos, professores, técnicos, atletas e representantes de entidades como CREF (Conselho Regional de Educação Física) e CONSED (Conselho Estadual de Desporto) engrossaram o coro.  

No encontro foram colocadas em debate as limitações enfrentadas nos últimos anos pelo poder público para promoção e estimulo do esporte no estado. A incapacidade financeira aliada ao descumprimento das políticas públicas, e em muitos momentos, à ineficiência de sua aplicação condenou Mato Grosso a um acelerado retrocesso da produção esportiva. Uma espécie de miopia instalada no foco da gestão esportiva tem gerado números assustadores.

A democratização esportiva no interior com a construção de equipamentos públicos deu lugar a uma densa atmosfera de abandono. A promoção de eventos, o fortalecimento das Federações Desportivas e a inclusão social deram lugar à descrença.

Não bastasse o quadro, uma nova tônica deixou bastante preocupado o segmento esportivo. Falamos da Mensagem 61 encaminhada pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa propondo vincular a pasta adjunta de Esporte e Lazer à Secretaria de Estado de Educação (SEDUC). O projeto de lei que trata da mudança já tramita na Assembleia e aguarda pela apreciação dos deputados.

“O Brasil e por consequência Mato Grosso já possui uma bagagem muito grande de discussões, debates, conferencias, seminários, a letra da lei nós temos, o que falta é cumprir essas leis, já tivemos fóruns diversos, temos elementos suficientes que justifiquem a importância e o valor social do esporte, o Brasil precisa mudar essa cultura e passar a trabalhar o preventivo, não é só construir cadeias e aumentar os recursos para presídios, novos policiais e armamento”, categorizou emocionado o presidente da Federação de Atletismo de Mato Grosso (FAMT), Francisco Antonio da Silva.

Segundo Carlos Eilert, presidente do Conselho Regional de Educação Física de Mato Grosso (CREF 17/MT), números concisos alimentados pelo próprio Governo do Estado no Portal da Transparência contradizem o argumento de contenção de gastos, utilizado para reduzir a Secretaria de Esportes e Lazer a uma simples pasta adjunta vinculada à Cultura. Eilert ainda salientou que a falta de clareza na aplicação das políticas de competência do estado tem colaborado para agravar a apatia no setor. O professor também salientou a necessidade de levar as discussões ao governador Pedro Taques, a fim de garantir a legitimidade do segmento em se manifestar.

Situações pontuais como as altas taxas exigidas para a realização de eventos esportivos no Ginásio Aecim Tocantins também foi colocado em pauta. A conclusão do parque aquático com a utilização da piscina olímpica, e a construção da pista de atletismo na UFMT foram questionadas pelos participantes.

A formação de uma comissão para acompanhamento das tratativas será formada. Uma audiência com o governador Pedro Taques será articulada por Baiano Filho nos próximos dias.

Entre os lideres e representantes públicos do Esporte Matogrossense participaram o secretário-adjunto de Estado de Esportes e Lazer (SECEL) Pedro Luiz Sinohara; do presidente doConselho Regional de Educação Física de Mato Grosso (CREF 17/MT) Carlos Eilert; do vice-presidente do Conselho Estadual de Desporto (CONSED) Francisco Fernandes Junior; do Delegado Regional da Federação Internacional de Educação Física (FIEP) Edson Manfrin; do prefeito de Novo Santo Antônio Eduardo Penno; do vice-prefeito de Nova Xavantina João Batista ‘Cebola’; os vereadores Paulo César Trindade de Nova Xavantina; Euclides Castoldi de Terra Nova do Norte e Jorge Ivan de Novo Santo Antônio; os secretários Municipais de Esporte de Campo Novo do Parecis Sérgio Mineiro; de Novo Santo Antônio Getúlio Pereira; de Cáceres Jair Cestari; de Terra Nova do Norte Rodrigo Fernandes; de Paranatinga José Pereira; de Itiquira Adalberto Pereira; de Nova Ubiratã Rogério Rabuske; de Santa Carmem Juscelino Faganello; de Alta Floresta Zamir Mendes; o coordenador de Esportes de Itiquira Antônio Custódio; do secretário de Esportes de Cuiabá Breno Reis; o presidente da Federação de Atletismo de Mato Grosso (FAMT) Francisco Antonio da Silva; da Federação Matogrossense de Esportes Universitários (FMEU) Alexandre Bregunci; da Federação Matogrossense de Basketball (FMTB) Karine Ribeiro; da Federação Matogrossense de Karatê-Dô Tradicional (FKTMT) Vlademir Zanca; da Federação Matogrossense de Futebol (FMF) João Carlos de Oliveira; da Federação Matogrossense de Ciclismo (FMC) Manoel Lima; da Federação Matogrossense de Boxe (FMB) Sebastião Borges; da Federação Matogrossense de Futsal (FMFS) Pedro Verão; diretor de Esporte da Associação Rondonopolitana dos Deficientes Visuais (ARDV) Vanderlei Alves; diretor-geral da Federação de Jiu Jitsu Esportivo de Mato Grosso (FJJE) Paulo César Venâncio; diretor de Desenvolvimento da Federação Matogrossense de Futebol (FMF) Ademir Moreira; diretor de Esporte da Federação de Handebol de Mato Grosso (FHMT) Tiago Andrade; o presidente da Associação Centro América deKaratê Shotokan, José Humberto de Souza; a presidente do Conselho Estadual da Pessoa Idosa de Mato Grosso, Francisca Rodrigues; o presidente da ONG Moral Especial da Pessoa com Deficiência de Cuiabá, Cícero Bernardo; o presidente da Associação Matogrossense dos Cegos (AMC) Alex Francisco; o presidente do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência e da Associação dos Deficientes Visuais de Sinop, Geraldo Temira; o presidente da Associação Desportiva Recreativa PUMA-ADREP, Jair Del Santo; o presidente do Mixto Esporte Cube, Paulo César Ramos; o vice-presidente da Torcida ‘Boca Suja’, Gabriel Magalhães; o diretor Técnico da Federação de Handebol de Mato Grosso (FHMT) Orlando Júnior; o diretor de Operações da Federação Matogrossense de Futebol (FMF) Luiz Doriléo; o técnico da Seleção Brasileira de Natação Jefferson Carvalho Neves; o presidente do Projeto ‘Bola de Meia e Bola de Gude’, João Tanzo, entre atletas, pais, árbitros e demais participantes.

 

 

Naiara Martins

 

Comentários

Data: 06/11/2015

De: Olhar vivo

Assunto: Baiano

Lasco tudo ?...... en sao felix esporte nao decola dois bicudo nao se bica ja era esporte ven snfa.

Novo comentário