01/01/2015 - Pedro Taques é empossado governador de Mato Grosso

Cerimônia de posse foi conduzida pelo presidente da Assembleia, José Riva (PSD)

 

O governador Pedro Taques (PDT) e o vice-governador Carlos Fávaro (PP) foram empossados na manhã desta quinta-feira (1º), em sessão solene, na Assembleia Legislativa.

A cerimônia de posse teve início às 9h,  sob o comando do presidente da Casa, deputado estadual José Riva (PSD).


A solenidade foi prestigiada por autoridades e familiares dos empossados. 


Pedro Taques substitui a Silval Barbosa (PMDB), que administrou o Estado em duas ocasiões.

Procurador licenciado do Ministério Público Federal, o novo governador foi eleito no primeiro turno, em outubro de 2014, com 833.788 votos - 57,25% do total dos votos válidos. 

Carlos Fávaro é empresário e produtor rural, foi presidente da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso (Aprosoja).


Com a mão direita sobre o peito, Pedro Taques prestou juramento e assumiu seu compromisso como governador de Mato Grosso.


"Prometo cumprir com honra e lealdade o povo de Mato Grosso tudo aquilo no que a legislação determinar", também declarou o vice Carlos Fávaro.


Após o juramento, ambos foram considerados empossados pelo presidente da Assembleia.

 

O governador diplomado Pedro Taques e seu vice, Carlos Fávaro, acabam de chegar à Assembleia Legislativa. Eles foram conduzidos à Presidência da Casa.


No plenário da AL, já se encontram todos os secretários indicados por Taques, além de deputados estaduais e convidados do governador diplomado.


Sessão de posse tem início (Atualizada às 9h05)

O presidente José Riva declarou aberta à cerimônia de posse. Compõem a Mesa, o primeiro secretário da Assembleia, deputado Mauro Savi (PR), o segundo secretário, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), o procurador-geral do Estado, Paulo Prado, o presidente do Tribunal de Contas, Waldir Teis, o presidente do Tribunal de Justiça, Orlando Perri, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Juvenal Pereira, o defensor-geral Djalma Mendes, o senador Jaime Campos (DEM), o deputado federal Júlio Campos (DEM).  

Taques e Fávaro entram em plenário (Atualizada às 9h10)


Pedro Taques e Carlos Fávaro são convidados a adentrar em plenário e passam a compor a Mesa. Neste momento é executado o Hino Nacional Brasileiro. 

Ambos estão acompanhados das respectivas famílias no interior do plenário.

Entrega declaração de bens (Atualizada às 9h14)


Após execução do Hino, Pedro Taques e Carlos Fávaro entregam declaração de bens. 

Riva afirma que as declarações de bens serão encaminhadas ao Tribunal de Contas do Estado. 

Frederico Campos é convidado à Mesa (Atualizada às 9h18)


A pedido de Taques, o primeiro governador após a divisão do Estado e ex-prefeito de Cuiabá, Frederico Campos, é convidado a compor a mesa de autoridades. Também integra a Mesa o general José Carlos Brava.

 

Taques e Fávaro fazem juramento (Atualizada às 9h20)


Com a mão direita sobre o peito, Pedro Taques prestou juramento e assumiu seu compromisso como governador de Mato Grosso.


"Prometo cumprir com honra e lealdade o povo de Mato Grosso tudo aquilo no que a legislação determinar", também declarou o vice Carlos Fávaro.

Após o juramento, ambos foram considerados empossados pelo presidente da Assembleia.


Taques e Fávaro são empossados (Atualizada às 9h27)


Pedro Taques e Carlos Fávaro assinam o termo de compromisso e são declarados empossados oficialmente como governador e vice-governador de Mato Grosso.

Riva faz discurso e deseja sorte à nova gestão (Atualizada às 9h34)


O presidente da Casa de Leis, deputado José Riva, destacou seu tempo de vida pública, afirmando que há 30 anos acompanha as mudanças no governo de Mato Grosso, e deseja sorte ao governador Pedro Taques.



"Em mais de 30 anos da vida pública, aprendi que nossas palavras e ações não têm força isoladamente, mas só com a união da democracia. É por este ato democrático que hoje empossamos o governador Pedro Taques, que tem o desafio de transformar este Estado", disse.

 

Fávaro discursa: "Não deixaremos nenhum cidadão para trás" (Atualizada às 9h39)

O vice-governador Carlos Fávaro discursou na tribuna do plenário e reforçou alguns compromissos assumidos pelo nova gestão, como melhorias nos setores da Saúde e da Educação.

"Repito o que falamos durante a campanha. Na nossa gestão, não deixaremos nenhum cidadão para trás [...] Em 2006, como pequeno produtor rural tivemos a pior crise do agronegócio brasileiro. Naquele dia resolvi que não iria mais ficar reclamando. Eu iria buscar o melhor para todos. Tornei-me líder classista e hoje cheguei a vice-governador. [...] Levar tecnologia aos pequenos produtores rurais é o nosso compromisso", disse.

Taques discursa pela primeira vez como governador de Mato Grosso (Atualizada às 9h55)


O governador Pedro Taques afirmou, em seu discurso, que assumiu o compromisso de governar para todos e destacou a importância de uma boa relação entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário e prometeu buscar, junto à presidente eleita Dilma Rousseff (PT), o crescimento de Mato Grosso.


Taques lembro, ainda, que sua vontade de governar Mato Grosso surgiu quando da eleição de Frederico Campos e rendeu homenagens à oposição de sua gestão.

"O maior desafio de um homem sempre será um equilíbrio entre a razão e a emoção. [...] Hoje eu formalizo meu compromisso de mudar a nossa sequiosa realidade, reconhecedo que muito temos avançado em diversos setores, mas, como já dizia um poeta, perigo um sonho que não sacia, porque sei que esse sonho pode se tornar realidade", disse.

"É de suma importância que a nossa relação com o Legislativo e o Judiciário seja de harmonia. Harmonia não quer dizer submissão. Rendo minhas homenagens à oposição. Oposição é importantíssima para a democracia. Não há estado democrático sem oposição. Se não, teríamos a tirania, não a democracia. [...] Vamos ter com a presidente Dilma a melhor das relações. Mato Grosso ajuda muito ao Brasil, mas o Brasil, precisa ajudar mais o Estado de Mato Grosso", completou.


Taques encerrou seu discurso citando parte de um poema que disse gostar muito: "Eu não sou nada, não almejo ser nada, mas trago dentreo de mim todos os sonhos do mundo".

 

Riva encerra a sessão (Atualizada às 10h05)


Após a execução do Hino de Mato Grosso, o presidente da AL, José Riva, declarou encerrada a sessão solene. 


Taques e Fávaro cumprimentam a Mesa e se deslocam para a coletiva de imprensa. Em seguida, seguem para o Centro de Eventos do Pantanal, onde ocorre a Cerimônia Pública de Trnasmissão de Cargo e revista à Tropa, bem como a Cerimônia de Posse dos Secretários do Estado.


Biografia - Pedro Taques 

O novo governador de Mato Grosso tem 47 anos, nasceu em Cuiabá, em 15 de março de 1968.

José Pedro Taques é filho da professora aposentada Eda Gonçalves Taques e do pequeno agricultor Alinor Teixeira Taques. 


Casado com a advogada trabalhista Samira Martins, tem uma filha, Renata, de 16 anos. 

Formou-se em Direito pela Faculdade de Taubaté (SP) e tornou-se professor de Direito Constitucional. 

Taques ingressou no Ministério Público Federal em 1994, onde pautou sua atuação pela defesa dos direitos dos menos favorecidos e pelo combate à corrupção e ao crime organizado. Trabalhou em Rondônia, Acre, São Paulo e Mato Grosso. 


Participou de investigações importantes como no “Caso Sudam” e de vários júris, como voluntário, de repercussão nacional, como o julgamento de Hildebrando Pascoal. 

Em Mato Grosso, foi autor da ação que levou à prisão o bicheiro comendador João Arcanjo Ribeiro. 

Nas eleições de 2010, foi candidato ao Senado Federal, sendo eleito com 708.440 votos. 

Em três anos consecutivos de mandato foi avaliado como um dos melhores senadores do Brasil e teve os projetos avaliados como 100% relevantes pelo Portal Transparência Brasil. 

Também foi eleito, nesses três anos, um dos 100 parlamentares mais influentes do país pelo Departamento de Assessoria Intersindical (Diap). Pela sua atuação, foi lançado à Presidência do Senado como candidato da oposição. 

Com o objetivo de combater a corrupção, apresentou ao Senado o “Pacote anticorrupção”, as propostas de modernização do Código Penal e o requerimento propondo a ampliação dos recursos destinados aos municípios. 


Apresentou o projeto que transforma corrupção em crime hediondo e a proposta que exige Ficha Limpa para cargos comissionados, ambos aprovados em junho de 2013. 

Em 2014, foi candidato ao Governo de Mato Grosso com discurso de mudança e transformação do Estado. 


Foi eleito no primeiro turno com 833.788 votos, 57,25% do total dos votos válidos. 



Biografia - Carlos Fávaro


Produtor rural e empresário, Carlos Henrique Baqueta Fávaro chegou em Mato Grosso na busca por oportunidades no ano de 1986, em Lucas do Rio Verde (354 km ao Norte de Cuiabá), município cuja base na época era um assentamento de reforma agrária. 

É produtor rural desde os 15 anos de idade, quando estudava e acompanhava a lida no campo ao lado do seu pai, que então plantava café, ainda no Paraná, na propriedade da família. 

Fávaro é natural de Bela Vista do Paraíso, norte do Paraná, nascido em 19 de outubro de 1969. 

É filho dos agricultores Ana Rita Baqueta Fávaro e de João Eden Zamarian. 


Casado com a dona de casa Claudinéia Vendramini Fávaro, com que tem duas filhas, Rafaela e Beatriz. 


Foi eleito delegado da Associação dos Produtores de Soja e Milho (Aprosoja), em 2006. 

Em 2012, se tornou presidente da Aprosoja, sendo reeleito para o biênio 2014-2015. Pediu desligamento para disputar a eleição. 

 

 

 

Camila Ribeiro E Lislaine Dos Anjos 
Da Redação

 

Governador

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário