01/02/2011 12h:40 Vereador Marquinhos de Água Boa tem novo modelo de gestão para a UCEMMAT

 

Em seu quarto mandato, o vereador Marcos Júnior Mendonça (PTB), o conhecido Marquinhos

de Água Boa, tem planos para executar um novo modelo de gestão à frente da União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (UCMMAT), cuja eleição para renovação da diretoria ocorrerá no dia 23 de fevereiro de 2011. Marquinhos é candidato à presidência entidade, e está otimista com as adesões que vem recebendo em todo Estado.

O vereador mantém as mesmas propostas que apresentou quando candidato à presidência na UCEMMAT na eleição passada, quando perdeu por apenas 12 votos.  “Inclusive, essas propostas foram tão bem aceitas que outros vereadores que também estão concorrentes eleição as tem apresentado como se fossem de sua autoria”, observa com tranquilidade o candidato.

Uma delas é a construção da nova sede da entidade, cujo terreno foi garantido na administração de Aluizio Lima. Ele também quer transformar a sede atual em um hotel para os vereadores, que sempre vem à Cuiabá defender os interesses dos seus municípios.

“Ainda pretendemos adquirir um automóvel que possa ficar à disposição dos vereadores do interior em Cuiabá, principalmente aqueles que não possuem veículo, que são mais desprovidos de estrutura”, pontua o vereador Marquinhos.

Além destas, o vereador e candidato à presidência da UCCEMAT pretende melhorar a estrutura que já existe na área jurídica com mais profissionais, criar uma assessoria contábil dentro da entidade, além de uma equipe de auditores para fazer visitas às Câmaras e orientar os presidentes a fim de que não venham a cometer falhas em suas gestões.

Ele também quer criar uma assessoria que seja a interlocutora dos vereadores junto ao Governo do Estado, às Secretarias de Estado, na Assembleia Legislativa, Câmara Federal e Senado, facilitar o trabalho de todos os vereadores de Mato Grosso. Marquinhos reconhece que alguns deputados já atendem muito bem os vereadores, a exemplo de José Riva, mas que há necessidade de garantir acesso a todos.

O vereador entende, por outro lado, que para colocar em prática suas propostas é preciso aumentar a arrecadação da UCEMMAT, que ainda está aquém das necessidades. “Temos uma fórmula para poder aumentar essa arrecadação sem onerar as Câmaras”, tranquiliza, ressaltando que aquilo que está implantado hoje na UCEMMAT ele quer manter e melhorar, além de trazer novas opções para a entidade, a exemplo de um plano de saúde, fundamental para qualidade de vida dos vereadores, principalmente aqueles que estão muito longe dos serviços.

Sobre seus adversários neste pleito, Marquinhos lembra que “vivemos num país democrático e entendo que este é um processo que vem a engrandecer a entidade e que ela não pague pelo processo da democracia. Tanto é verdade que eu, na minha derrota por apenas 12 votos, em discurso na própria entidade, coloquei com todas as palavras que a entidade está acima de nós candidatos e em nenhum momento tentei atrapalhar a gestão atual. Muito pelo contrário, sempre me coloquei à disposição da mesa”.

Por fim, o vereador observa: “Eu deixo o meu nome à disposição de todos os vereadores de Mato Grosso, independente da cor partidária porque entendo que é uma eleição de uma entidade de vereadores e não de partidos políticos”.

Blog Sandra Carvalho

Postada por Ida Aguiar