01/02/2011 19h:14 Revoltados com isolamento, políticos saem em defesa da criação do Estado do Araguaia

Beleza do rio Araguaia está sendo mostrada em novela da Globo
A região do Araguaia, detentora de impressionante beleza natural, poderia viver de forma promissora, contribuindo mais com o desenvolvimento do Estado, se, por exemplo, houvesse investimento na infraestrutura para a exploração do turismo. Também conhecida como “vale dos esquecidos”, a região é o retrato do abandono. Revoltados, políticos saem em defesa da criação do Estado do Araguaia.

João Abreu, ex-prefeito de São Félix do Araguaia e com uma vasta experiência em gestão municipal (prestou serviços na área contábil à maioria das prefeituras da região), é um dos que levanta a bandeira da divisão de Mato Grosso.

 

Foto: Sandra Carvalho

Apesar da paisagem deslumbrante, falta logística para receber turistas

“Para o Araguaia seria a redenção, porque a região ficaria autônoma, livre para divulgar suas riquezas”, observa o ex-prefeito, ressaltando que o estado é muito grande e, segundo ele, mesmo o governador tendo a preocupação com todos os municípios, não dá conta de atender suas reais necessidades.

Tonar a região do Araguaia um estado seria a realização de um sonho na opinião de João de Abreu. “E sou um grande defensor da criação do estado do Araguaia porque seria a salvação para a região e seus moradores”, acrescenta ele, citando como exemplo o vizinho Tocantins, que representava um prejuízo para o Goiás e hoje é um estado promissor.

 

Foto: Sandra Carvalho

Festivais de praia, como o de Cocalinho, atraem turistas, mas muitos não voltam por causa do difícil acesso

“Visto a camisa e faço o que for possível para que possamos criar o estado do Araguaia com potencial para ser uma das regiões mais promissoras do país”, conclui.

Eurimar Milhomem (PSDB), vereador em São Félix do Araguaia, é outro defensor ferrenho da divisão de Mato Grosso. “Não temos um representante na Assembleia. Quando é época de campanha todo mundo vai fazer tudo pelo Araguaia. Nós queremos apenas que nos tirem do isolamento. Eu sou a favor da divisão de Mato Grosso porque hoje nós estamos aqui esquecidos, a mil e duzentos quilômetros da nossa capital”, declara.

 

Foto: Sandra Carvalho

Em Luciara, pequenas pousadas sobrevivem com dificuldade

O vereador comenta que a região do Araguaia é vista como “o patinho feio do Estado” sob a alegação de não gerar renda para Mato Grosso, mesmo com suas paisagens paradisíacas. “Eu sou favorável e acho que a saída do Araguaia é a divisão do estado. Ele só não foi dividido ainda porque o povo não se une e, enquanto isso seremos sempre os excluídos de Mato Grosso”.

Alguns dos principais problemas da região são a fala de estradas asfaltadas, pouquíssima estrutura para receber turistas, graves problemas na área de saúde poucas escolas de formação superior ou de formação técnica de mão de obra.

Foto: Sandra Carvalho

Indígenas são uma curiosidade à parte na região

A Copa 2014 chegou a animar a região, mas até agora nada de concreto foi direcionado para o turismo no Araguaia e que poderia atrair milhares de pessoas do mundo inteiro.

Blog da Sandra Carvalho

Postado por Ida Aguiar