01/02/2011 23h:13 HARMONIA Governador quer trabalho participativo entre Assembleia e Executivo

 

Silval Barbosa destacou a relação harmônica entre os Poderes em Mato Grosso e pediu continuidade.



 


JOSÉ LUIZ LARANJA
Secretaria de Comunicação

Durante o pronunciamento dos 24 deputados estaduais, na cerimônia de posse, o governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), lembrou o momento histórico para o Estado e conclamou o trabalho participativo da Assembleia Legislativa junto com o Governo Estadual. Ele citou dos que assumem pela primeira vez ao cargo e também destacou o trabalho atuante dos reeleitos. O governador reforçou o pedido de continuação de parceria harmônica entre os Poderes, Legislativo e Executivo. “Esse momento é um marco para o desenvolvimento do Estado. Os desafios são muitos, no entanto, precisamos superar os conflitos de desigualdades”, apontou o governador.
Outro ponto abordado por Silval Barbosa no pronunciamento é quanto ao Governo buscar alternativas na construção de políticas específicas para a sociedade, inclusive para a agricultura familiar, aproveitando o momento favorável da economia. “Temos que apostar na inclusão social aproveitando este momento que é propício por conta do crescimento da economia”, relatou o governador.
Os problemas envolvendo os índios mato-grossenses, quando recentemente aconteceram várias mortes, também recebeu destaque do governador. “O governo possui um programa para a construção de escolas nas aldeias, esse será o primeiro passo para reverter esse quadro contrário”, afirmou ele.
Dessa forma, garante o governador, Mato Grosso poderá dar salto na qualidade de vida para a população. “É com essa iniciativa, que pretendemos mudar a situação. Como exemplo desse momento de disparidades, basta ver como muitos trabalhadores passaram da economia formal para o mercado informal”.
Para o governador, o desenvolvimento de um país está diretamente relacionado com o investimento em educação. “Nesse aspecto, estamos trabalhando com perspectivas direcionadas no avanço da educação”, disse ele. “É transformando as riquezas para fazer frente as desigualdades, que vamos melhorar esses problemas”, relatou ele.
Mais informações:
Secretaria de Comunicação da Assembleia Legislativa
Fone: 3313-6310
Data: 01/02/2010