01/02/2012 - Quadrilha de MT que assaltava caixas no MA é presa

Um bando mato-grossense acusado de assaltar caixas eletrônicos em São Luís, no Maranhão, foi preso nesta terça-feira (31). São eles, Erick dos Santos Magalhães, Merilson da Silva, Everson Eustáquio Teixeira, Diogo Alexandre de Carvalho Zambroni, Renato Fernando Nogueira, todos nascidos no Estado de Mato Grosso, além de Fabrício da Silva, natural do Estado de Goiás.

Segundo o delegado Augusto Barros, da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), a prisão dos caixeiros foi efetuada nesta segunda-feira (30), numa operação envolvendo policiais da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) e Departamento de Narcóticos (Denarc). 

Três assaltantes foram presos em um apartamento alugado pelo bando no Barramar. Os demais integrantes do bando em um outro imóvel no bairro do OlhoD´Água. Ao perceber a presença da Polícia, eles reagiram atirando contra os policiais. Na troca de tiros, o assaltante Fabrício da Silva morreu e Renato Fernando Nogueira foi baleado na coxa. Foi conduzido para um hospital e depois foi levado ao presídio e autuado em flagrante com os comparsas.

Um dos assaltantes conseguiu fugir do cerco policial. Foram recuperados parte do dinheiro do roubo, que não foi revelado pelo delegado, além de equipamentos usados nos arrombamentos de caixas eletrônicos. Foram encontrados dinheiro solto e em envelopes para depósitos em caixas eletrônicos, um maçarico, gás e ferramentas de corte. Algumas cédulas estavam com a borda queimada devido ao fogo do maçarico.

A Polícia recuperou um revólver calibre 38 e apreendeu dois veículos: um Fiat Uno e um Vectra. 

O delegado Augusto Barros informou que os bandidos confessaram ter arrombado três caixas eletrônicos da agência do Banco do Brasil, no Távola Center, (Areinha), Fama (Turu) e na AABB, na avenida dos Holandeses, no Calhau. A polícia está investigando o envolvimento dos oito criminosos em outros assaltos e arrombamentos a caixas eletrônicos. 

A quadrilha tem passagem pela Polícia dos estados do Pará, Goiás e Mato Grosso.

As informações são da PJC/MT

Foto: Divulgação/Assessoria

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário