01/05/2013 - Padre excomungado após declarações diz que igreja 'está fechada para mundo'

O padre Roberto Francisco Daniel, conhecido como padre Beto, excomungado pela Diocese de Bauru na segunda-feira após a publicação de vídeo em que defende que pode existir amor em relações bissexuais e que há fidelidade em relacionamentos extraconjugais contanto que aceitos pelo cônjuge, vê a atitude da Igreja com indiferença. Ele acrescentou que já havia dito, no sábado, que não mais exerceria as funções sacerdotais a partir desta segunda-feira, pois não se retrataria das declarações consideradas polêmicas.

Em entrevista ao GLOBO, o padre Beto defendeu uma discussão teológica com os fiéis e disse que a Igreja “ainda é homofóbica” e “fechada para o mundo de hoje”.

Como o senhor vê a excomunhão?

Vejo com uma grande indiferença. Antes da tomada de posicionamento da Igreja, já declarei publicamente que me afastaria do meu exercício dos ministérios sacerdotais. Dou graças a Deus que a fogueira não existe mais. Sou um teólogo e minha intenção é desenvolver uma discussão teológica para que a análise dos textos da Bíblia não seja mais utilizada para discriminação e infelicidade das pessoas. Hoje, a diversidade sexual existe e há muitos textos na Bíblia que não mais podemos considerar palavras de Deus.

O senhor seria hoje vítima da Inquisição, caso ela ainda existisse, é isso?

Sem dúvida. Os queimados na fogueira eram os condenados à excomunhão, os hereges eram os pecadores. Iria, portanto, para a execução.

Quais as intenções do senhor ao publicar os vídeos?

Aprofundar a reflexão. Infelizmente, a Igreja Católica ainda é homofóbica, apesar de ter muitos homossexuais dentro dela. Ela se torna fechada para o mundo de hoje e não aberta ao diálogo. Não tolera a reflexão.

Como na época da Teologia da Libertação?

Isso. Na Teologia da Libertação, você tem as discussões sociais. Hoje, é importante a questão da moral sexual da Igreja.

O que o senhor pretende fazer, agora excomungado?

Continuar a minha vida na integridade, transparência. Não quis anular como pessoa. Vou continuar dando aulas, exercendo o meu magistério, praticando a reflexão como teólogo.

 

O Globo

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário