01/06/2012 João Herculano, um pouco da história no Araguaia.

João Soares de Sousa, o João Herculano, um dos pioneiros de São Félix do Araguaia – MT viu São Félix nascer, crescer e chegar onde está hoje. Criado por seu avô, num sistema severo, numa época em que o tempo de moradia na localidade era fator de hierarquia, a palavra era garantia de qualquer negócio e o quanto era conhecido servia como critério para respeito, credibilidade e consideração. João Herculano é um típico ribeirinho, o que há de mais característico da chamada comunidade tradicional. Viveu os tempos em que carregavam dinheiro em sacos de estopa (60 Litros) nas embarcações no Araguaia e conviveu com todas as mazelas de uma região isolada, violenta e desprotegida. Certo de que contribuiu para a construção da história de São Félix do Araguaia, hoje, João Herculano, não consegue conviver com a falta de respeito e de consideração trazidos pelo desenvolvimento e a modernidade. Sentindo como se aos poucos estivesse sendo expulso de seu habitat escolhido, conta parte de sua história como forma de protesto, para exigir o seu valor de ilustre sãofelisense.         

 

“Saí de São Geraldo do Araguaia-PA, na década de 70 em companhia de meu avô, com destino a Mato Grosso em várias embarcações, entre as quais se destacavam os barcos  (Barco Cajuí, Barco Cajueiro do Norte, Barco Aurélio do Carmo e o Barco Boiadeiro do Norte) e nunca mais saí deste estado. Um desses barcos trazia somente gasolina que era colocada em latas de 18 litros, cerca de 300,00(trezentos) a 400,00(quatrocentos litros) na embarcação.

Meu avô foi o maior produtor de cana de açúcar do município de Conceição do Araguaia onde trabalhou muitos anos como castanheiros e foi também um dos maiores barqueiros de todo o Araguaia desde São Félix a Conceição. Meu avô fez a historia dessa região juntamente com Luiz Gonzaga de Souza (falecido), e João Soares de Souza, o João Herculano, que sou eu.

Recebi, dias atrás, uns amigos meus do Pará que foram castanheiros do meu avô Herculano José de Souza e minha avó Crisantina Oliveira de Souza ambos falecidos em Luciara. Dois desses amigos que vieram de Xambioá-TO, Joaquim Borges e o Edir Costa que trabalharam com meu avô por mais de 40 anos tinha uns 52(cinqüenta e dois) anos que agente não se via, encontrei também com o filho do Severino Luz o Alfredo que foi meu colega de seminário em Conceição do Araguaia nos anos de 1961 a 1962,  vieram também nos visitar vários outros parentes da família Luz e da família Coelho, e para eles,  das cidades por onde passaram de lá até aqui, a que eles mais gostaram foi São Félix do Araguaia, motivo de orgulho para todos nós.

 

Lembro-me de uns dois anos atrás quando adoeci fui para Gurupi – TO, onde passei treze dias, depois, mais quatorze em Palmas e de lá fui para Goiânia onde fiquei um tempo com meus familiares até me recuperar, e algumas coisas as vezes me deixa triste como o caso do Claudio da Farmácia secretário de obras de São Félix do Araguaia dia desses conversando ele, sobre a limpeza daquele terreno as margens do Rio Araguaia em frente ao pessoal do Telercio Aguiar Moreira, pois um povo meu comentou sobre aquela limpeza. Eu falei com o Claudio para tomar essa iniciativa e ele me respondeu que eu só servia para criticar, eu disse não,  nunca te critiquei, você fez um serviço e não prestou. Foi ai que aconteceu um desentendimento meu com ele e ai ele saiu logo depois dessa discussão, chamou a policia militar, um cabo e um soldado com uma escopeta. Eu como cidadão de São Félix do Araguaia, conhecido desde menino, deveriam ter me tratado melhor, eles já chegaram foi gritando assim: - Calado! Fiquei calado, respeitei os policiais, mais fiquei triste por uma atitude dessas. “Eu gostaria que o Claudio me respeitasse porque eu sou um cidadão que moro aqui há vários anos e sou um representante da nossa sociedade”. Concluiu o revoltado Herculano.

 

 

 Escrito por: Ivone Lima / Entrevista: Vanessa Lima

Fonte “pontaldoaraguaianews.com com O Repórter do Araguaia“           

 

Comentários

Data: 11/06/2012

De: ........eu

Assunto: ira aaaaaaaaaaaaaaaa

vc e mucho vero dhowww no seense

Data: 11/06/2012

De: Pé na cova

Assunto: o Fofoqueiro( zé do Cáixão)

vc é zé mane mesmo o maior fofoqueiro do sanfa a sua lingua vai cair daqui uns dias seu veio babão fedorento,,,,,,,,,,,,,,

Data: 05/06/2012

De: paulão

Assunto: vai trabalhar



Joao, voce tem que trabalhar, sem passa fome.

Data: 04/06/2012

De: respeito

Assunto: joao

O CLAUDIO e um boca porca
sem cotume não sei como ele
vivi com gente deveria morra com
porcos.............KKKKKKKKKKKKKKKKKK

Data: 04/06/2012

De: Puxa Saco

Assunto: OH VEIO Manezão

Vai Cuidar da sua vida Doho

Data: 03/06/2012

De: cosmo

Assunto: joão herculano

desde menino eu conheço esse nobre cidadão,ele realmente é um marco na nossa historia,joão herculano,viu a maioria dos filhos de são felix nascer e crescer,assim como eu amigo de infância dos seus dois filhos,luiz marcelo,e otacilia reajane,a casa do joão herculano era cheia de gente que vinham de longe e la se hospedavam.e ele com a sr sua esposa izabel tinha estmpado no rosto uma alegria tão grande por estar ajudando essas pessoas.falar desse nobre amigo,é uma coisa que eu mim emociono muito.joão são felix é sua são felix é o seu lar são felix ajudou você criar os seus filhos,portanto não custa nada você brigar por ela essa cidade maravilhosa.que muitos se deram bem e foram embora, e ainda falando mal.

Data: 04/06/2012

De: Doidão

Assunto: Re:joão herculano

Mentiroso;;;;;;;;Kkk

Data: 02/06/2012

De: GREVE NA EDUCAÇÃO

Assunto: SINTP

O não atendimento das reivindicações dos trabalhadores da educação de São Félix do Araguaia (a 1.159 km de Cuiabá) fez com que a categoria entrasse em estado de greve, deliberado durante assembleia geral realizada no dia 24 de maio.

A pauta de reivindicações foi protocolizada, no dia 25 de maio, no gabinete do prefeito Filemon Gomes Costa Limoero, e na Secretaria Municipal de Educação. Também foi encaminhado oficio à Promotoria de Justiça da Comarca de São Felix do Araguaia para comunicar a situação da categoria. O Executivo Municipal tem prazo até dia quatro de junho para se pronunciar. No dia cinco de junho será realizada assembleia geral para deliberar sobre a paralisação por tempo indeterminado.

Os trabalhadores da rede municipal reivindicam a valorização profissional, com o pagamento do piso salarial de R$ 1.451,00 conforme a lei 11.738/2008; pagamento das diferenças de janeiro a maio de 2012; reestruturação do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS), carga horária de 30 horas e um terço de hora atividade; garantia de condições de trabalho e segurança a todos profissionais e alunos; formação continuada a todos os profissionais da educação; garantia de merenda escolar com qualidade a todos os alunos, dentre outras.

De acordo com o presidente da subsede do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) de São Félix do Araguaia, Juracy Lima da Silva, os trabalhadores do município estão cansados do descaso com que a educação vem sendo tratada. “Nossas tentativas de acordo com o administrativo vem desde o início desta gestão. No entanto, eles estão sempre nos ignorando. O prefeito alega não ter recursos, mas a arrecadação [do município] em 2010 foi de 25 milhões de reais e um pouco mais de 27 milhões no ano passado. Ou seja, existe um crescimento no município, mas os nossos salários continuam os mesmos”, lamentou.

“No dia cinco de junho iremos deliberar sobre a resposta ou não resposta [do Executivo] e, assim, teremos um posicionamento”, afirmou ao se referir à assembleia geral da categoria.

Data: 12/02/2014

De: Elias

Assunto: estudo

espigão do leste tá precisando de muito apoio ajudem nois

Data: 02/06/2012

De: um alguem

Assunto: pedofilia

se fizer essa campanha vai pegar muito padres ai em são felix.

1 | 2 | 3 | 4 >>

Novo comentário