01/06/2016 - Sala de juiz é invadida e incendiada em cidade próximo à Barra

Um incêndio destruiu, no domingo (29), parte do gabinete do juiz Wander Soares Fonseca, da 2ª Vara Cível e Criminal da comarca de Iporá, região oeste de Goiás. Segundo a Polícia Civil, um armário com processos foi incendiado e vários documentos, computadores e livros foram queimados. A polícia ainda não tem pistas dos autores do crime.

Segundo o delegado Ramon Queiroz, responsável pelas investigações, as câmeras de segurança do local não estavam funcionando, o que, segundo ele, deve dificultar a apuração. “Ainda está muito recente, mas não vamos poder contar com imagens de circuito interno por exemplo. Até agora não temos pistas de quem possa ter ateado fogo. Como foi de madrugada, ainda não conseguimos localizar alguma testemunha para ajudar a elucidar o caso”, afirmou ao G1.

O caso aconteceu na madrugada de domingo (29) na sala do juiz que fica no Fórum da cidade. De acordo com o Corpo de Bombeiros, as equipes foram acionadas às 4h da manhã.

De acordo com a corporação, foi preciso arrombar a sala para ter acesso ao local. Segundo os bombeiros, vários documentos foram destruídos.

A Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego) divulgou uma nota em repúdio ao ocorrido. A entidade considerou o ataque uma “intimidação ao juiz Wander Soares, no exercício de suas funções constitucionais”. De acordo com a Asmego, o incêndio acaba “por atingir toda a magistratura goiana”, pois representa “uma afronta ao Estado Democrático de Direito e causa danos ao Poder Judiciário, bem como a toda sociedade”.

 

 

G1/GO

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário