01/07/2011 – 10h:20 Sem monitores, cachoeira de 86m fica interditada a partir desta sexta em MT

TCE considerou irregular pagamento feito pela prefeitura aos monitores.
Cachoeira tem 86 metros e está localizada em Chapada dos Guimarães.

A cachoeira Véu de Noiva, o principal atrativo do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, será fechada a partir desta sexta-feira (01) para visitação de turistas por tempo indeterminado.

A interdição atende a um pedido do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que considerou irregular o pagamento feito pela Prefeitura Municipal aos monitores que trabalham no local.

O TCE determinou também, que os contratos de trabalho que venceram nesta quinta-feira (30) não sejam mais renovados. A cachoeira de 86 metros de altura atrai turistas do mundo inteiro e é considerada um dos mais belos cartões postais de Mato Grosso.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão ambiental do Governo Federal, que administra o parque, informou por meio de nota que a interdição do parque ocorre pela impossibilidade de recontratação dos monitores.

Acidente
A presença de monitores na cachoeira é obrigatória desde 2009, para evitar acidentes com os visitantes. Isso porque, no dia 21 de abril de 2008, um grupo de jovens que tomava banho na cachoeira, foi atingido por um imenso bloco de rocha que se desprendeu do paredão. Uma adolescente de 17 anos morreu na hora e outras seis pessoas ficaram feridas.

Após o acidente, a trilha ficou interditada por mais de um ano e só foi reaberta em caráter emergencial. Desde então, toda a região passou a ser sinalizada com cerca, até mesmo nas trilhas e rampas, além de conter placas de orientação.

Em janeiro deste ano, a prefeitura de Chapada dos Guimarães chegou a formalizar um acordo com o ICMBio, que previa o pagamento dos salários de quatro monitores, que seriam pagos pela própria prefeitura. O acordo, no entanto, foi questionado pelo TCE.

 

Do G1 MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário