01/07/2015 - Empresário é executado e tem a orelha cortada e levada pelos pistoleiros como prova do crime

01/07/2015 - Empresário é executado e tem a orelha cortada e levada pelos pistoleiros como prova do crime

Mais um crime brutal. Os pistoleiros – assassinos pagos para matar – ainda deixaram a marca da violência, levando como prova do crime a orelha esquerda do empresário Hermínio Pereira Santana, de 32 anos, dono da Vidraçaria Vitória. O corpo dele foi localizado dentro da caminhonete do empresário, em Várzea Grande (Grande Cuiabá). Para a Polícia foi uma “encomenda”. Um crime de mando, patrocinado supostamente pela “Máfia da Cobrança”.

 

 

Passavam das 19 horas desta segunda-feira, 29, quando o corpo de Hermínio foi encontrado dentro do carro dele, abandonado na região conhecida como Fazendinha, próxima à antiga Escola Agrícola, na Passagem da Conceição, na zona rural.

 

 

Os pistoleiros, segundo a Polícia, dispararam pelo menos oito tiros de pistola contra a vítima, que morreu sentada no bando do motorista. Insanos, os matadores puxaram a cabeça da vítima para fora do carro e cortaram a orelha esquerda, deixando a cabeça pendurada na porta pelo de fora.

 

 

A Polícia confirma a execução e trabalha com a hipótese de “encomenda”, possivelmente para “acerto de contas” com integrantes suspostamente à serviço da “Máfia da Cobrança”. O corpo de Hermínio que não tinha passagens pela Polícia foi liberado do local do crime para o Instituto Médico Legal (IML), por policiais da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), chefiados pelo delegado Fausto Freitas.


A Polícia vai começar as investigações ouvindo, primeiramente a família. Os policiais da DHPP querem saber com quem Hermínio fez negócios, principalmente empréstimos nos últimos meses. Até o momento ninguém foi preso.

 

 

 

José Ribamar Trindade

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário