01/07/2015 - Janaina admite ida para o PMDB para conseguir manter oposição a Taques

A deputada estadual Janaina Riva (PSD) expôs que a permanência dentro do PSD está quase insustentável e a migração para o PMDB é quase certa para poder se manter na oposição.

 

Convidada para filiação em maio, a parlamentar conta que tem a garantia do presidente do PMDB em Mato Grosso, deputado federal Carlos Bezerra, de que a sigla será oposição ao governador Pedro Taques (PDT) e que o partido dará liberdade para sua atuação. "O PMDB é hoje o partido que me dá segurança de atuar na oposição".

 

Ela ainda deve conversar com o presidente nacional do PSD, ministro das Cidades, Gilberto Kassab, para tomar decisão.

 

Além disso, a mudança também depende da aprovação de janela para que mandatários do Legislativo possam fazer a troca de partido sem correr o risco de serem enquadrados na lei de fidelidade partidária.

 

A janela de 30 dias para a troca foi aprovada em primeira votação na Câmara dos Deputados, mas ainda deve passar por segunda votação e seguir para o Senado. 

 

Janaina, que retorna às atividades hoje na Assembleia, revela que o principal incômodo no PSD é a aproximação com o governo. Além disso, ela cita a possibilidade de fusão com o PL, que está sendo criado sob a liderança do vice-governador Carlos Fávaro (PP) com objetivo de ser situação. Nacionalmente, o fundador do PSD Kassab é quem está à frente da nova legenda. "Eu posso mudar sim de partido. Tenho esta vontade. Vou conversar com o Kassab, mas está inviável eu continuar no PSD".

 

 

Alline Marques

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário