01/08/2016 - PSDB lança William Cardoso para disputa

01/08/2016 - PSDB lança William Cardoso para disputa

O empresário e presidente do diretório municipal do PSDB de Várzea Grande, William Cardoso, foi oficializado como candidato a prefeito da Cidade Industrial. A convenção aconteceu na sede do partido, na manhã deste sábado e reuniu várias lideranças tucanas. Apesar da oficialização da candidatura majoritária, o candidato ainda não fechou quem será seu vice e também não encerrou as conversas para compor o arco de aliança. A convenção também não contou com o maior representante da legenda, que é o governador Pedro Taques (PSDB). Segundo o ex-senador Jayme Campos (DEM), Taques sinalizou apoio a candidatura de Lucimar Campos (DEM) à reeleição.

Em seu discurso, Cardoso, ressaltou a dificuldade de se lançar candidato em Várzea Grande e tratou da necessidade de renovação na política. “Vamos enfrentar uma batalha difícil, mas é um momento de mudança. Foi muito complicado chegar nessa candidatura, mas graças a união desse grupo nós conseguimos lutar contra tudo e todos”, disse.

Questionado sobre a ausência do governador, o tucano explicou que acredita que Taques irá acabar subindo em seu palanque. ‘ Eu não tenho dúvida da lealdade do governador e quando ele perceber o inevitável [a candidatura própria do PSDB] ele acabará se aliando. Ele é um grande militante do PSDB e nós o teremos ao nosso lado’, pontuou. Além dele, o presidente do diretório de Cuiabá, Carlos Avalone, também disse que não vê a ausência do chefe do Executivo como um sinal de desunião no partido. ‘O governador não participou de nenhuma convenção. Ele precisa se posicionar, mas deverá fazer isso somente depois das convenções, marcadas para o dia 5 de agosto. Há problemas maiores e ele não pode se dedicar exclusivamente às campanhas. Depois de tudo definido ele subirá em todos os palanques de nossos candidatos’.

Avalone explicou também que a decisão de manter a ata em aberto é um sinal do partido em respeito as demais siglas que possam se interessar em unir-se ao PSDB. ‘Ainda faltam alguns dias para o fim das convenções. Essa é uma atitude legal, coerente e em respeito aos demais partidos. Hoje temos no nosso arco n o v e partidos e até o fim da semana deveremos compor com mais cinco”. Até agora o PSDB fechou com o PT do B, PV, Rede Sustentabilidade, Solidariedade, PRB, PMB, PMN e PDT. O empresário do setor energético, advogado e presidente do PSDB municipal se articula para concorrer ao comando da cidade há dois anos internamente. Ex-coordenador de mobilização das campanhas vitoriosas de Dante de Oliveira (já falecido) e da ex-federal Thelma de Oliveira, Cardoso, embora não tenha concorrido a nenhum cargo eletivo, crê que está preparado para disputar o cargo.

As negociações para a indicação do vice ainda estão abertas e um nome que foi reiteradamente repetido na convenção é o do ex-prefeito Tião da Zaeli. ‘Contudo, ainda não fechamos esse nome e ele será definido conforme o voto da maioria do nosso grupo’, comentou Cardoso.

A convenção ainda reuniu nomes como a presidente nacional do PSDB mulher, Thelma de Oliveira (pré-candidata em Chapada dos Guimarães), a ex-senadora e que articula candidatura própria em Cuiabá, Serys Slhessarenko (PRB), o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Guilherme Maluf (PSDB), o ex-prefeito Tião da Zaeli e o atual vice-prefeito de Várzea Grande, Arilson Arruda.

 

 

Ulisses Lálio, repórte de A Gazeta