01/10/2016 - Policia Judiciária Civil de Canarana deflagra operação “Independência”

Durante todo o mês de setembro, várias ações foram desencadeadas no sentido de inibir o tráfico de drogas que acontece em nossa cidade.

Além de ser um problema de saúde pública, um dos maiores motivos para se combater com tanta garra esse tipo de prática, se justifica pelos efeitos colaterais que as drogas provocam tanto nos usuários quanto na sociedade em geral.

Em regiões que o tráfico se estabelece é notório o crescimento exponencial de crimes como: roubos, furtos, receptações, corrupção de menores, latrocínios e homicídios, pois quando o usuário não possui meios para nutrir seu vício, este, extremamente dependente da droga, comete qualquer tipo de delito, no intuito de adquirir o entorpecente, tornando a droga assim um mal que açoita toda a sociedade.

Devido as atividades investigativas, a Policia Civil de Canarana fechou o mês de setembro com 07 prisões em flagrante e apreendeu aproximadamente, 1 kg de Maconha e mais de 500 g de pasta base, isso falando apenas em atividades relacionadas a repressão de crimes relacionados a tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menores.

O delegado de polícia Deuel Paixão de Santana enfatiza a importância de 2 ações, a primeira que resultou na prisão de Paulo Dickel e a segunda nas prisões de Carlos Henrique e Osmar Amarante: “Nessas duas situações o serviço de inteligência da polícia civil ágil de forma cirúrgica ao conseguir interceptar o entorpecente antes mesmo deste chegar a nossa cidade, acreditamos que entre 60 a 70% das drogas que aqui chegam, seja através do transporte coletivo e estamos monitorando, o tráfico não se estabelecerá em Canarana”.

Outra situação parabenizada pelo Delegado é a qualidade dos policiais que se fixaram nesta cidade que além de extremamente competentes não medem esforços para dar a resposta necessária ao morador canaranense. “Estamos muito felizes, no mês da independência tiramos de circulação criminosos que dedicam as suas vidas a obter lucros escravizando usuários e corrompendo nossa juventude para fazer o seu trabalho sujo, as ações integradas com a PM foram um sucesso e temos muito a comemorar, o bem está vencendo! ”, afirmou o delegado.

 

 

 

Luis Corrado B. de Araujo

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário