01/10/2015 - Governo sinaliza criação de vagas para medicina e direito em Barra

Na última semana o Governo Federal deu sinal positivo a mais uma etapa para criação de um novo curso de medicina e a abertura de novas vagas para os cursos de direito em Barra do Garças. A garantia foi dada pelo Secretário Executivo do Ministério da Educação, Luiz Cláudio Costa, durante reunião com o senador Wellington Fagundes (PR-MT), o deputado Valtenir Pereira (PR-MT), o prefeito Beto Farias e representantes de instituições de ensino da cidade.

Ele conta que a expectativa é que para dezembro deste ano sejam abertas a 24 municípios brasileiros a possibilidade de criação dos cursos de medicina. Além de Barra do Garças, a cidade de Sorriso, também pode estar dentre as cidades contempladas. “A gente entende, com os números apresentados, que as cidades irão atender a esses quesitos e, portanto, se assim o for, elas serão incluídas para os próximos cursos de medicina”, afirma.

O mantenedor da Univar, Marcelo Soler, explicou o andamento da situação, ao dizer que o município recebeu um ofício do MEC que credencia a cidade, ou seja, ela atende todos os pré-requisitos do edital 001/2015. “O Estado de Mato Grosso possuía um índice no ano de 2010 de 1,46 vagas por 10 mil habitantes. Nós comprovamos que não há mais esse índice. Temos dados do IBGE onde atribuiu-se o índice de 1,33 vagas por habitantes. E o edital, por incrível que pareça, afirma que o número ideal é abaixo de 1,34”, comemorou.

O senador Wellington Fagundes afirma que o esforço da comitiva se estendeu ao Ministério da Saúde, que deverá aprovar as condições da cidade de Barra do Garças, no quesito leitos e médicos por número de habitantes e também de profissionais de saúde.

O prefeito Beto Farias conta que o novo curso de medicina irá atender diretamente a região Araguaia pois esta, segundo ele, conta com uma grande comunidade indígena que necessita de atendimento. “Chegando aos índices propostos, teremos condições de ter uma visita técnica in loco do MEC para já iniciarmos os trabalhos licitatórios desse curso tão sonhado de Barra do Garças e do Araguaia”, afirma.

Para o conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil e diretor-geral da Faculdade Cathedral, Sandro Saggin, há uma deficiência de vagas nos cursos de direito que chega a pelo menos 120 lugares por ano. “Estamos aqui com o processo tramitando há muitos anos e o senador Wellington Fagundes (PR-MT) e o deputado Valtenir Pereira vem lutando ao longo desses quatro anos para que seja concedido esse aumento, ou seja, para que possamos atender mais alunos de nossa região. Hoje é uma grande demanda por mais vagas”, alerta. 

 

 

Assessoria

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário