01/10/2015 - Vereadores pedem ajuda para localizar prefeito de Leverger

01/10/2015 - Vereadores pedem ajuda para localizar prefeito de Leverger

Após a cassação do prefeito de Santo Antônio do Leverger (34 Km ao sul de Cuiabá), Valdir Ribeiro (PT), nesta segunda-feira (28), a Câmara de Vereadores pede ajuda da população para descobrir o paradeiro do petista, pois ele ainda não foi notificado e o município está sem comando.

Segundo o vereador Adelmar Genésio Gálio (Pros), o prefeito exonerou todos os secretários na última terça-feira (29), e agora ninguém responde pela a cidade.

"Ele sumiu da cidade. Já procuramos ele na casa, na Prefeitura, em todas as secretarias, na chácara aqui em Leverger, no apartamento em Cuiabá. Não tem ninguém respondendo pelo município. O povo está vindo aqui nos cobrar pra saber quem é o prefeito", disse.

Ainda conforme o parlamentar, o município está sofrendo com a situação. Ambulâncias e transportes escolares estão sem combustível, pois somente o prefeito pode realizar a compra. Algumas escolas já estariam sem merenda.

"Se acontecer alguma tragédia não tem ninguém para tomar iniciativa e fazer o que tem que ser feito. Não podemos fazer nada, nem a Câmara e nem o vice-prefeito, pois o Valdir Ribeiro até então é o prefeito do município porque não foi notificado [...]O decreto legislativo da cassação do mandato foi publicado no diário do TCE. A cassação já é pública. Precisamos de ajuda para localizar o prefeito", destacou Gálio ao disponibilizar o telefone da Câmara para quem souber do paradeiro do prefeito ligar e informar no (65) 3341-1475. 

O vereador Ugo Padilha (DEM), presidente da CPI que investigou as irregularidades do prefeito, afirma que ele foi no apartamento do gestor municipal, e o mesmo mandou dizer que não estava. " A cidade está acéfala, sem comando e enfrentando problemas", completou.

Veja o caso

A Câmara de Vereadores de Santo Antônio do Leverger (34 Km ao sul de Cuiabá) cassou o mandato do prefeito Valdir Ribeiro (PT) nesta segunda-feira (28). Dos 11 vereadores, 10 votaram favoráveis ao relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada há cerca de 2 meses e decretaram a perda do mandato do petista que é acusado de não prestar contas ao vereadores ignorando os requerimentos aprovados no Legislativo Municipal. Somente o vereador Luiz Felipe (PDT) que se absteve de votar.

Nos requerimentos os parlamentares cobram informações sobre gastos de recursos públicos com obras no município, principalmente de infraestrutura consistente no patrolamento de estradas vicinais. Autor da denúncia que motivou a CPI, o vereador Adelmar Genésio Gálio (Pros) afirma que foram 132 requerimentos aprovados no Legislativo e encaminhados ao prefeito desde o começo de 2014, mas que foram ignorados pelo gestor que, insistia, segundo ele, em sonegar as informações requisitadas.

No mesmo dia da cassação, o prefeito entrou com um mandado de segurança, pedindo a anulação da CPI, desde a sua criação aos trabalhos realizados.

Outro lado

A reportagem entrou em contato com o prefeito Valdir Ribeiro, mas ele não atendeu as ligações. 

 

Fernanda Escouto, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário