01/12/2015 - José Medeiros diz que Delcídio era ‘querido’ e ‘elegante’, mas que Senado tem que iniciar processo de cassação

O senador José Medeiros (PPS) elogiou a postura adotada pelo também senador Delcídio do Amaral (PT-MS) no tempo que conviveram no Senado Federal, apesar de ter votado a favor da manutenção da prisão dele. Delcídio foi preso por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) na Operação Lava-Jato, na semana passada, e o Senado validou sua prisão.

“O Senado tem que cumprir o seu papel. Embora ele fosse um senador muito querido na Casa, muito elegante, destoava da média do seu partido, que é um pessoal complicado. Mas ele acabou tendo a infelicidade de passar por esse momento terrível da vida dele. E com certeza vai responder pelo que aconteceu”, afirmou o senador de Mato Grosso.

Na avaliação de Medeiros, ao optar pelo voto aberto e manter a prisão de Delcídio, o Senado contrariou as expectativas da população, que esperava que fossem dar um “jeitinho” na situação do petista. “É um momento sofrido do Senado Federal, mas também um momento importante e histórico para o Senado e a população brasileira”, disse.

Segundo ele, apesar de não ser um momento bom para o Senado, é preciso que o parlamento cumpra seu papel de instalar um processo de cassação contra Delcídio. “Devemos apresentar o pedido de cassação na terça-feira (1) e, após instaurado o processo de cassação, o Senado também vai votar de forma aberta. Sendo acatado, ele vai ter amplo direito de defesa e contraditório. E no final, sendo aprovada a cassação, obviamente vai ser afastado do Senado. Acredito que a vida política do senador Delcídio acabou por ali”.

Por outro lado, o senador oposicionista acredita que o caso não deve afetar negativamente a imagem do Governo Federal, pois, segundo ele, o governo já está bastante “enlameado” e o caso de Delcidio seria apenas mais um na lista.

“Esse governo está tão enlameado que eu penso que o caso dele é só mais um. Tanto que o governo agora esta querendo dizer que o Delcídio não tem nada a ver com ele, sendo que ele é o líder do governo. O Lula está chamando ele de idiota. O Rui Falcão disse que não deve prestar solidariedade. Estão tentando escamotear, jogar uma nuvem na questão”, disse. 

 

 

 

Da Redação - Laíse Lucatelli

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário