12/01/2014 - Ponte de Cocalinho será inaugurada até maio deste ano

O governador Marconi Perillo (PSDB) inaugura até maio de 2014 a ponte sobre o rio Araguaia que liga Goiás ao estado do Mato Grosso. A obra, orçada em R$ 32 milhões, foi licitada pelo governador em 2005, mas ficou paralisada até 2011. Terá 557 metros de comprimento.
 
O secretário de Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos, João Balestra, visitou o município de Cocalinho (MT) nesta sexta-feira para vistoriar a construção e voltou com a notícia de que 68% do projeto está concluído. Segundo Balestra, há 100 funcionários trabalhando no canteiro, e outros 40 se juntarão ao grupo na semana que vem para trabalhar no turno da noite.
 
Além da ponte, o governo de Goiás também trabalha na pavimentação da GO-454, rodovia que liga a obra à GO-164 e que deve ser entregue pela Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas (Agetop) em julho de 2014. O governo do Mato Grosso, por sua vez, determinou a licitação para pavimentação da MT-326, que ligará o estado vizinho à ponte.
 
HISTÓRICO
A construção da ponte foi autorizada por Marconi em 2005. A licitação ocorreu em janeiro e a assinatura do contrato, em outubro. O consórcio Caminhos do Sol venceu o pregão e conquistou o direito de explorar a concessão da obra por 25 anos. O valor inicial licitado foi de R$ 42 milhões.
 
Depois de licitado, o projeto básico foi questionado pelo DNIT e pela Ahitar (empresa que administra as hidrovias do Tocantins e do Araguaia). Para autorizá-lo e transformá-lo em projeto executivo, exigiram que o vão livre debaixo da ponte, por onde passariam as barcaças, fosse maior. Chegou-se a um acordo para mudar o local da obra e aumentar o vão, cuja altura passou de 12,3 para 15 metros e cuja largura passou de 45 para 117 metros.
 
Com as adequações, o valor do contrato, que era de R$ 37 milhões, caiu para pouco mais de R$ 32 mi. Permaneceu o mesmo valor a ser investido pelo consórcio (pouco mais de R$ 12 milhões). O Estado, por sua vez, comprometeu-se a arcar com R$ 18,4 milhões – valor que, com reajustes e correções previstos no contrato, passou para R$ 26,4 milhões. A esse total, foi incorporado o valor de R$ 1,67 milhão – a ser pago pelo consórcio – para construir os acessos à ponte.
 
Escrito por assessoria Gov deGoiás

Comentários

Data: 13/01/2014

De: leandro silva

Assunto: trabalho

ai e marconi perrilo ai e e goias,nao e esse governo fraco mt

Novo comentário