02/01/2015 - Taques e Riva deixam rusgas de lado

O governador Pedro Taques (PDT) foi empossado, em ato solene realizado na Assembleia na manhã desta quinta (1º), pelo presidente do Legislativo estadual José Riva (PSD). Embora sejam desafetos, os dois se comportaram como fidalgos e até trocaram gentilezas no decorrer da cerimônia. 

 

A postura civilizada não impediu que Taques deixasse Riva no "vácuo" logo no início da solenidade. Isso porque, ao chegar no Plenário das Deliberações deputado Renê Barbour, ao invés de ir ao encontro do presidente da Assembleia, o pedetista cumprimentou primeiro o deputado estadual Mauro Savi (PR), primeiro secretário da Mesa Diretora.

 

Enquanto cumprimentava Savi, Taques ficou de costas para Riva. Em seguida, apertou a mão do social-democrata sem muita firmeza e evitando encará-lo até se dirigir para o dispositivo reservado às autoridades. A deputada estadual diplomada Janaína Riva (PSD), filha do presidente da Assembleia, acompanhou a solenidade do dispositivo destinado aos integrantes da atual legislatura. Isso porque Teté Bezerra (PMDB) e Luciane Bezerra (PSB) não compareceram na cerimônia e a social-democrata, que vai tomar posse somente em 1º de fevereiro, foi convidada para representar as mulheres. 

 

Os irmãos Júlio e Jayme Campos, ambos do DEM, também foram chamados ao dispositivo das autoridades para representar os deputados federais e senadores na solenidade de posse. Enquanto isso, outros parlamentares aliados a Taques como Nilson Leitão (PSDB) e os diplomados Adilton Sachetti (PSB) e Fábio Garcia (PSB) acompanharam o ato sentados na platéia. 

 

No discurso, Riva fez questão de lembrar que está deixando a vida pública. Além disso, garantiu que o PSD fará oposição para inviabilizar o novo governo e vai aprovar todos os projetos que beneficiam a população mato-grossense. Sem rodeios, Taques disse que o governo, que inicia hoje, não vai roubar nem permitir que roubem. O pedetista ainda afirmou que fará todo esforço possível para colocar na cadeia aqueles que roubam o dinheiro público. 

 

Taques também aproveitou para alfinetar o líder do governo Silval Barbosa (PMDB) na Assembleia, deputado Jota Barreto (PR). “Não ter planejamento e não saber para onde ir são os maiores erros que o governador pode cometer”, declarou, citando o nome do republicano. 

 

Legislação 

O senador Jayme Campos mostrou que não liga para a legislação que veda o tabaco em lugares públicos. No saguão da Assembleia, enquanto conversa com o peemedebista Márcio Lacerda, aproveitou para fumar um cigarro sem se preocupar com o incomodo que poderia causar aos demais presentes. 

 

 

Jacques Gosch

Comentários

Data: 02/01/2015

De: estamos de olho

Assunto: bau

o bau esta ficando louco, tira o ze roque para colocar ,?.. o juliano bioodo no lugar do zé coque e vc vai e para cadeia ele vendeu e sumiu com as moto do Detran, vc sia e para cadeia BAU, QUE ACORDO VC FÉIS UM BAU NEGOCIO para colocar o Silvio na camará de presidente .ESTAMOS DE OLHO,

Novo comentário