02/03/2016 - Bebê nasce com olhos fechados e problemas no esôfago e testículo

02/03/2016 - Bebê nasce com olhos fechados e problemas no esôfago e testículo

A família de um bebê, nascido em 22 de fevereiro, está realizando uma campanha para conseguir verba para a realização de cirurgias pelas quais o recém-nascido deverá passar.

Samuel dos Santos Costa nasceu com os olhos completamente fechados, problemas nos testículos e com o esôfago “trancado”.

O bebê nasceu no município de Peixoto de Azevedo (a 691 km ao Norte de Cuiabá).

No entanto, em razão das complicações de saúde, ele foi encaminhado o Hospital Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá.

A mãe do recém-nascido, a dona de casa Francisca Juliana Costa, de 32 anos, não pôde vir para a Capital, por causa da recente cirurgia de cesariana, realizada no nascimento do filho.

O pai da criança, José Raimundo dos Santos, que trabalha como vendedor, veio à Capital para cuidar do garoto, que deve passar por um procedimento cirúrgico para tratar o esôfago, nos próximos dias.

“Vamos esperar ele ganhar peso, porque o Samuel nasceu com 1,860 kg, para ver quando ele vai fazer a cirurgia do esôfago”, disse.

Quanto ao problema nos testículos, que nasceram com tamanho inferior ao que é considerado adequado, e os olhos completamente fechados, não há previsão de tratamento.

A suspeita é de que os olhos do garoto possuam uma doença chamada microftalmia, que ocasiona problemas no globo ocular.

“Fizemos uma ultrassom na cabeça dele, para descobrir o problema, mas ainda não pegamos o resultado do exame”, disse o pai.

Conforme Francisca, o bebê passará por diversos exames, que pretendem apontar as causas das mazelas com as quais a criança nasceu.

“Ele está passando por uma bateria de exames, que vão ser importantes para decidir se meu filho irá ou não fazer outras cirurgias”, disse.

Pré-natal

A dona de casa afirmou que, durante todo os exames feitos durante a gravidez, os médicos nunca disseram que o bebê poderia nascer com complicações de saúde.

“Fiz cinco ultrassonografias e, nos exames, nenhum dos médicos disse que meu filho poderia ter esses problemas. A médica que fez o atendimento em Cuiabá, depois que meu filho nasceu, disse que era perfeitamente possível identificar o problema somente com os exames”, afirmou.

Quanto ao problema nos testículos, que nasceram com tamanho inferior ao que é considerado adequado, e os olhos completamente fechados, não há previsão de tratamento.

A suspeita é de que os olhos do garoto possuam uma doença chamada microftalmia, que ocasiona problemas no globo ocular.

“Fizemos uma ultrassom na cabeça dele, para descobrir o problema, mas ainda não pegamos o resultado do exame”, disse o pai.

Conforme Francisca, o bebê passará por diversos exames, que pretendem apontar as causas das mazelas com as quais a criança nasceu.

“Ele está passando por uma bateria de exames, que vão ser importantes para decidir se meu filho irá ou não fazer outras cirurgias”, disse.

Pré-natal

A dona de casa afirmou que, durante todo os exames feitos durante a gravidez, os médicos nunca disseram que o bebê poderia nascer com complicações de saúde.

“Fiz cinco ultrassonografias e, nos exames, nenhum dos médicos disse que meu filho poderia ter esses problemas. A médica que fez o atendimento em Cuiabá, depois que meu filho nasceu, disse que era perfeitamente possível identificar o problema somente com os exames”, afirmou.


Ela permanece em Peixoto de Azevedo, em razão da cesárea e do outro filho, de seis anos, que está sob os seus cuidados desde que o marido veio para a Capital.

“Meu marido precisa de ajuda para se manter na Capital, porque ele trabalha como vendedor autônomo e, como está cuidando do meu filho, está sem trabalho no momento”, disse.

Além dos valores gastos na estadia em Cuiabá, a mulher também se preocupa com o dinheiro que deverá ter para a realização das outras cirurgias, caso elas sejam consideradas essenciais ao bebê.

“Essas outras cirurgias, se forem feitas, é bem provável que não sejam custeadas pelo SUS e seja necessário pagar. Não temos dinheiro, pois um procedimento desses custa em torno de R$ 50 mil”, disse.

Para conseguir ajuda nas despesas, familiares e amigos dos pais de Samuel criaram uma página no Facebook, intitulada “Campanha Samuel“ (Clique AQUI), onde pedem doações para a família.

"Tem dois dias que meu filho nasceu e estamos nessa campanha para conseguir essas cirurgias para ele, pois são caras e não temos condições financeira para conseguir pagar as despesas de transporte e todos os procedimentos", detalhou trecho de publicação da página onde a família pede ajuda, postado dias depois do nascimento da criança.

Para auxiliar a família da dona de casa, as doações devem ser feitas na Caixa Econômica, na seguinte conta: Agência 4467; Operação 013; Conta 2848-0; Poupança; Caixa Econômica; Francisca Juliana Costa.

 

 

Midia News

Comentários

Data: 03/03/2016

De: estamos de olho

Assunto: estoria de zica cunha

esta naçao esta ferada na mao do PT. .. eles sao covades, vao pagar por tudo no inferno,,, ele esta mandando , apricar uma vacina causa microcefalia , e coisa do PT, faredura na naçao,

Novo comentário