02/05/2013 - Suicídios e assassinatos marcam retirada de famílias, revela presidente de associação

Desde a retirada das famílias da gleba Suiá Missú, no Araguaia, realizada no final de dezembro passado, às vésperas das festividades do Natal e Ano Novo, mais de oito suicídios foram registrados pelos membros da Associação dos Produtores Rurais da região atingidos pelas desintrusão determinada pela Justiça Federal de Mato Grosso.

“Já registramos oito suicídios de pequenos produtores rurais que de uma hora para outra perderam todos os seus bens, a sua casa, seu gado e tudo que levaram anos para construir. Teve gente que foi assassinada por causa de dívida de 20 reais. E outros que venderam uma vaca mas acabou o dinheiro para o lauguel”, revela o presidente da associação dos produtores, Sebastião Prado.

Trabalhadores rurais ameaçam voltar a Suiá-Missu e acampam a 300 metros do posto da mata

Segundo ele, a situação é desesperadora e de muita tensão entre os moradores da área que agora se tornaram “sem terras”. “Mais de 1300 alunos do fundamental ao médio ficaram sem escola e 720 propriedades rurais foram deixadas para trás. Desmancharam uma cidade, destruíram tudo”, descreve.

Ministro admite que despejo em 'Suiá' teve ajuda decisiva da CNBB

Ele não poupa críticas à postura parcial do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Carlos Ayres Britto, o mesmo que criou a reserva Raposa Serra do Sol, em Roraima, m e 2009, quando milhares de arrozeiros foram despejados das terras.

“Sabe o que o ministro Ayres Britto nos disse em uma das audiências em que pedimos a suspensão da desintrusão? Ele disse que estava a favor dos índios e que nós buscássemos uma ordem do Palácio do Planalto para suspender a retirada das famílias”, declarou.

Prado e alguns representantes das famílias voltaram a pedir o apoio do deputado Valtenir Pereira (OPSB-MT) em Brasília, nesta terça-feira (30.4). Valtenir esteve em visita a cerca de 300 agricultores na semana passada que voltaram a ocupar parte das terras que foram cedidas para a criação da reserva indígena Maraiwatsêde.

“Nós vamos continuar lutando pelo que é nosso. Os ministros do Supremo e o governo federal nem leram nossos argumentos. A Justiça Federal de Mato Grosso julgou uma liminar fraudulenta baseada em mentiras do Ministério Público Federal”, disparou.

Além de perder as terras, os produtores rurais foram multados em R$ 5 mil para cada hectare ocupado, segundo a liminar, de forma irregular, já que as terras pertenceriam aos indígenas.

“Vamos continuar recorrendo. Temos chance de revertermos a situação. Temos posse de todos os documentos comprobatórios de nossos direitos”, sentencia Prado ao lembrar que uma Ação Civil Pública tramita em segunda instância no Superior Tribunal de Justiça.

Segundo a Funai, a força-tarefa do governo federal que cumpriu o mandado de desocupação foi composta por servidores da Secretaria-Geral da Presidência da República, Funai, Incra, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Censipam, Força Nacional e contou com apoio logístico do Exército.

 

De Brasília - Vinícius Tavares

Comentários

Data: 03/05/2013

De: leritora

Assunto: falsos suicidios

Queridos ex-moradores da gleba Suiá Missú e povoado Estrela do Araguia (posto da mata), com mentira ninguém consegue nada. Esse desabafo que não sei quantos ja se suicidaram não vai trazer sua terras nem suas casas de volta. Quanto mais mentira estiver nessa causa, mais dificil ela se torna para os pequenos que viviam alí. Não aceitem este tipo de comentários porque quem se falcifica com uma mentira desta só quer prejudicar vocês. Lágrimas tem que ser por acontecimentos reais e não por falcidade para continuar engando o povo. Isso é política. Caiam fora desse tipo de gente. gostaria de ver a lista dos falecidos se possível foto.

Data: 04/05/2014

De: Pedro

Assunto: Re:falsos suicidios

Se vc quer o nome das pessoas que se suicidaram vá até Alto Boa Vista e lhe passarão com todo o prazer seus mal informados e desrespeitosos diante da dor das famílias pois o que aconteceu aki pode acontecer com suas famílias tbem. Conheça bem os fatos antes de criticar.

Data: 02/05/2013

De: PATRAO

Assunto: SUICIDIO

AS COVAS DOS QUE SUICIDARAM DEVE ESTAR DO LADO DAS COVAS DAS CRIANÇAS XAVANTES,QUE MORRERAM DE DESNUTRIÇAO NA ALDEIA.

Data: 03/05/2013

De: leitora

Assunto: Re:SUICIDIO

É verdade amigo

Data: 02/05/2013

De: jose rezende

Assunto: nomes...

Dá pra relacionar os nomes das pessoas que se suicidaram?

Data: 02/05/2013

De: joão da Suiá

Assunto: POSTO DA Mata

Pq será q eles não falam o nome das pessoas que "se suicidaram" ???

Esse cara é um mentiroso já quis até desafiar a presidencia da republica, vai ganhar é mais um processo nas costas...

Quantos aos pobres do Posto da Mata, me diz pq esses fazendeiros q agora aparece como "humanistas" não doam um pouco do seu dinheiro para esas pessoas q eles engararam....

e muito fácil colocar a culpa o casaldaliga que já está quase na hora da morte......

seus invasores vão procurar outro lugar e deixa os índios em paz

Data: 02/05/2013

De: PATRAO

Assunto: POSTO DA MATA

ESSA É A POLITICA DA DILMA ESSA CORJA DO PT E DO PEDRO CASALDALIGA.

Data: 04/05/2013

De: CARLOS

Assunto: Re:POSTO DA MATA

DILMA,PEDRO CASALDALIGA E A PUTA DA SUA MÃE,SEU FILA DA PUTA!!!!!!!!!!!!!!!!!JA QUE VC TA CITANDO ENTÃO CITA TUDO.

Novo comentário