02/05/2014 - Padaria testa drone para entrega de pães no interior de SP

Empresário espera autorização de agência do governo federal responsável pelo tráfego aéreo; aparelho pode transportar até 3,5 quilos

FRANCA - Uma padaria de São Carlos, no interior paulista, está testando o uso de um drone (avião não tripulado) para a entrega de pães. A ideia é que o consumidor pague uma taxa de R$ 2 e os pães sejam entregues dentro de poucos minutos, em suas mãos, por via aérea.Os primeiros testes foram satisfatórios, mas para colocar a novidade em prática será preciso aguardar uma autorização do governo, já que não existe no Brasil uma lei que regulamente o uso desse tipo de aeronave. Por isso, já foi feito o pedido e é aguardada uma regulamentação por parte da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A discussão para inserir o uso de drone nessa atividade será discutida em audiência pública ainda este ano. O pedido partiu da Pão To Go, uma padaria drive-thru criada em São Carlos e que hoje já tem unidades em diversos locais. O mentor da ideia, o empresário Tom Ricetti, conta que já foram realizados três testes com a aeronave.

Ele diz ter se inspirado ao ver uma reportagem sobre a gigante do varejo on-line Amazon e a rede americana de pizzarias Domino’s, que anunciaram o interesse em usar aviões não tripulados para entregar produtos aos clientes. "Achei que entregar pães, doces e outros produtos leves seria ainda mais fácil".

A partir daí ele adquiriu o aparelho que voa com seis hélices e pode transportar até 3,5 quilos. A aeronave não deverá aterrisar na casa do comprador, mas soltar a encomenda a no máximo 3 metros de altura numa embalagem que não prejudique a mercadoria.

As entregas em um primeiro momento se resumiriam a regiões no entorno da padaria e a produtos sólidos, como pães e bolos. O serviço também seria voltado a condomínios por medida de segurança, já que existe o receio de que o aparelho seja derrubado ao descer em áreas comuns.

Evolução. O drone não deve acabar com as entregas feitas por motos, mas representaria uma evolução nesse serviço. Hoje a padaria conta com 112 franquias no Brasil, nos Estados Unidos e Argentina, já estando em negociação novas unidades no Chile e Angola.

O investimento inicial para abrir uma franquia gira em torno de R$ 180 mil e, de acordo com o proprietário da rede, o retorno pode acontecer em até um ano a partir do funcionamento do negócio.

 

Escrito por Rene Moreira

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário