02/08/2016 - Identificados os mortos de avião que saiu de Cuiabá e caiu em Cambé

02/08/2016 - Identificados os mortos de avião que saiu de Cuiabá e caiu em Cambé

O número de mortos no acidente de avião, que havia deixado Cuiabá  e caiui no início da noite de domingo (31) em Cambé, na região norte do Paraná, subiu de cinco para oito na manhã desta segunda-feira (1º), segundo a Polícia Civil. A aeronave é de pequeno porte e caiu em cima de um barracão onde funcionava uma transportadora. Em seguida, o avião explodiu. No local, não foram registradas vítimas. Não houve sobreviventes no avião.

Os passageiros voltavam de um casamento e tinham decolado de Cuiabá, no Mato Grosso, e seguiam para Londrina, cidade vizinha a Cambé. Entre as vítimas estão um adolescente e duas crianças, além do piloto e copiloto.

Ainda segundo as informações da Polícia Civil, as vítimas do acidente são familiares do presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores Celetistas nas Cooperativas do Brasil (Fenatracoop), Mauri Viana.

A assessoria de imprensa da federação disse que a aeronave tinha passado por manutenção há pouco tempo e a documentação estava em dia.

A Fenatracoop divulgou, por volta das 8h30, os nomes das vítimas que estavam no avião que caiu em Cambé:
- Antônio Viçoti, piloto
- Maria Candida Castro Viana Pereira, de 15 anos ( filha de Mauri Viana)
- Maria Clara Castro Viana, de 8 anos (filha de Mauri Viana)
- Miguel Viana Barion, de 9 anos (neto de Mauri Viana)
- Marilene Ribeiro dos Santos (ex-esposa de Mauri Viana)
- Joceli Ribeiro Santos Costa (cunhado de Marilene)
- Cleonisa Madriolo (irmã de Marilene)

O nome do copiloto não foi divulgado pela Federação até as 8h30. A Fenatracoop também divulgou que os velórios e sepultamentos serão realizados em duas cidades do Paraná e no interior de São Paulo.

Os corpos das duas crianças e da adolescente serão velados em Campo Mourão, na região centro-oeste. Os corpos da ex-esposa do presidente da Fenatracoop e do casal serão velados em Pato Branco, na região sudoeste. O piloto e copiloto serão velados em São José do Rio Preto, em São Paulo.

O serviço de prevenção de acidentes, ligado à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), investiga as causas do acidente. 

 

 

 

G1/PR