02/09/2014 - Lúdio defende ações de infraestrutura e reengenharia na gestão

O discurso de Lúdio foi proferido no fim da tarde dessa segunda-feira (01), durante seminário que contou ainda com o candidato ao Senado pela coligação "Amor a Nossa Gente", deputado federal Wellington Fagundes (PR), que também falou dos projetos para representar Mato Grosso no Congresso Nacional. 

 

Durante seminário organizado pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), o candidato a governador Lúdio Cabral (PT) defendeu uma reegenharia na administração para implementar um novo governo no Estado. Para isso, ele ressaltou que quer criar conselhos para gerir os fundos do Executivo, implantar um modelo gerencial focado no resultado, um plano de metas com avaliação de desempenho, dar maior transparência e simplicidade às atividades governamentais para economizar recursos e aplicar na atividade fim.   

 

O discurso de Lúdio foi proferido no fim da tarde dessa segunda-feira (01), durante seminário que contou ainda com o candidato ao Senado pela coligação "Amor a Nossa Gente", deputado federal Wellington Fagundes (PR), que também falou dos projetos para representar Mato Grosso no Congresso Nacional. 

 

Diferente de outros candidatos que se declaram de oposição, Lúdio ressaltou que o Estado tem um grande potencial e só precisa de um governo que saiba dialogar com os diferentes segmentos da sociedade. "Eu sou otimista. Não sou como um determinado pessimista que só vem aqui falar do problemas dos outros e não sabe apresentar propostas e debater soluções".   

 

Em relação à criação de conselhos para gerir os mais de 30 fundos que o Executivo tem, Lúdio defendeu que isso oportunizará a vários segmentos da sociedade o controle social dos gastos. "Vamos fazer também com que cada cidadão tenha acesso em tempo real aos investimentos do poder público".   Lúdio também estava acompanhado da esposa Ana Regina e das filhas. 

 

Ele ainda respondeu a questionamentos de uma platéia de mais de 300 pessoas ligadas ao agronegócio de todo Mato Grosso. "Vamos implementar um modelo gerencial com indicadores do procedimento adotado, estrutura e resultado", completou.   

 

Essa reengenharia pode gerar uma economia de mais de R$ 300 milhões somente na atividade meio, o que propiciará o Executivo a destinar os recursos para as ações finalísticas.   

 

LOGÍSTICA - No caso da infraestrutura, tema fundamental para o agronegócio, Lúdio ressaltou o plano de metas que tem para pavimentar mais de 1.600 km de rodovias, além da articulação com o Governo Federal para assegurar a duplicação da BR-363 e da BR-164 e no plano estadual, duplicar a MT-130 até Primavera do Leste e fazer a ligação da rodovia que vai de Guiratinga a Tesouro até a BR-070, assim como a refederalização da MT-332, antiga BR-080.   

 

Assim como o grande agronegócio, Lúdio ressaltou ainda a necessidade de dar atenção especial à agricultura familiar. 

 

 

Redação 24 Horas News

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário