02/09/2016 - Cunha articula anistia com base em fatiamento do impeachment de Dilma

Afastado oficialmente da Câmara dos Deputados desde maio, Eduardo Cunha(PMDB-RJ) ganhou nesta semana mais uma arma para beneficiá-lo na votação da cassação de seu mandato.

A ideia de aliados é que seja votado um projeto de resolução e não o relatório do deputado Marcos Rogério (DEM-RO), que pede o fim dos direitos políticos do peemedebista. O texto foi aprovado pelo Conselho de Ética em junho.

Dessa forma, seriam apresentadas emendas para aliviar a punição de Cunha.

Até esta quarta-feira (31), o entendimento da Câmara era de que se votaria o parecer pela cassação — o que impedia uma alteração de pena.

Ao permitir o fatiamento das punições a Dilma Rousseff no julgamento doimpeachment, contudo, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) mudou essa interpretação.

"Ele [Lewandowski] cita o regimento da Câmara e cita, respondendo a um senador, que está votando uma proposição, em que pode fazer o destaque de suprimir uma parte do texto. No caso das cassações, até a última cassação, não era viável, não era possível. Nas cassações é votado o parecer, então você vota sim ou não. A decisão de Lewandowski abriu um precedente para que se vote uma proposição, o que significa votar um projeto de resolução em vez de votar o parecer", admitiu o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Cabe à Mesa da Câmara definir se o que será votado é um projeto de resolução ou o parecer de Marcos Rogério. Maia afirmou que faria uma consulta a técnicos antes de tomar a decisão.

A votação da cassação do mandato de Cunha foi marcada para 12 de setembro. São necessários 257 votos dos 512 deputados. Abstenções contam a favor do peemedebista.

O deputado é réu por corrução e lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato, acusado de receber US$ 5 milhões em propina.

Entre as emendas que podem ser apresentadas por aliados, está a opção de que ele mantenha a capacidade de concorrer a cargos públicos mesmo se o mandato atual for cassado, como ficou decidido pelo Senado no impeachment de Dilma.

A possibilidade de apresentar destaques ao texto de Marcos Rogério em busca de uma punição mais branda para Cunha foi objeto de uma consulta do deputado Waldir Maranhão (PP-MA) à Comissão da Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara enquanto ele ocupava o comando da Casa interinamente. A consulta, contudo, foi retirada por Maranhão antes de ser apreciada pelo colegiado.

Antes da votação do impeachment, senadores do PT e PMDB falaram nos bastidores que o alívio para Dilma seria uma forma de "amenizar a traição".

Dos 19 senadores peemedebistas, 11 votaram pelo abrandamento da punição à petista, incluindo o presidente do Senado, Renan Calheiros (AL). Seis votaram contra e as duas abstenções foram de Waldir Raupp (RO) e do líder da legenda na Casa, Eunício Oliveira (CE).

 

 

HUFFPOST 

 

Comentários

Data: 02/09/2016

De: Luis Gonzaga Domingues

Assunto: luisodomingues@hotmail.com

Esses dois covardes, golpistas, analfabetos políticos chamado de Maia e Temer não são natos, ou seja, brasileiros. O Maia nasceu no Chile, por tanto não poderia ser presidente da Câmara Federal. Para digirir a Câmara Federal tem que ter nascido no Brasil. A família de Temer deve ter fugido do Libano por praticado algum tipo de corrupção ou sacanagem. Ele e o Maia voltarão com certeza para sua terra natal, pois o povo brasileiro não vai permitir que esses idiotas representantes da elite mais atrasada que existe na Terra continue a enganar a todos.
Eu digo isso, porque sou defensor do modelo econômico, social, político chamado sistema capitalista do Norte da Europa(Finlândia, Suécia, Noruega, Holanda, Dinamarca, Bélgica e também o modelo Suiço, Japonês, Alemão). No entanto, sabemos que a maioria da população não imagina que existe níveis diferentes na sociedade capitalista, sendo que o pior de todos eles é o da sociedade é a Norte- Americana(EUA). País esse que vende drogas, armas, faz guerras e destrói os seres humanos. Hoje apresentam uma das maiores diferenças sociais, econômicas da Terra com milhões de miseráveis jogados nas ruas das principais cidades, capitais e estados. Quem é a favor desse modelo que nós enquanto pais ainda ainda é adotamos pode ter certeza que jamais terá o mínimo de paz no mundo que DEUS colocou a disposição da sociedade chamada Humana( que eu tenho dúvida que seja humana) justa e com ética. Essa elite escravista quando estiver próximo da norte vai igreja pedir perdão e distribuir as migalhas para seus escravos atuais e futuros. O texto Bíblico diz que é mais fácil um camelo passar em uma agulha do que um rico entrar no Reino do Céu. KKK...
"No caso específico do Cunha ele é exemplo prático e concreto do povo brasileiro, ou seja, ambos são corruptos. A maioria da população se corrompe, vende a alma, a ética e são quase todos analfabetos políticos e funcionais iguais aos políticos."

Novo comentário