02/10/2014 - Jairo da Xavante tomba a canoa e desaparece no Rio das Mortes. Bombeiros efetuam buscas no local (ver atualizações)

Aconteceu agora há pouco, por volta das 16 horas, desta terça-feira (30), na travessão do Hotel Fazenda, Rio das Mortes, em Nova Xavantina, com o conhecido funcionário da Viação Xavante Jairo Kaspary, que há seis anos trabalha no guichê da empresa na rodoviária do município.

Segundo as primeiras informações, Jairo passeava de barco com sua Mãe, quando a canoa tombou, na altura do travessão. Ambos teriam lutado para se salvar, tendo sua mãe várias vezes segurado a sua mão e puxado, porém sem conseguir trazê-lo, no que ele mesmo teria pedido a sua Mãe que o soltasse, para se salvar.
 
A luta teria sido grande, até que ela conseguiu se agarrar na tampa de uma caixa de isopor, e chegado até o hotel, quando pediu socorro aos proprietários, que entraram em contato com o Corpo de Bombeiros e com a Viação Xavante.
 
No momento em que escrevemos, os bombeiros dão buscas no local, onde também se encontram Haroldo -atual proprietário do guichê da empresa na rodoviária- e outros funcionários da Viação Xavante. 
 
Parentes e amigos passaram mal com a notícia, tendo necessidade de receber cuidados médicos no hospital municipal, como a sua namorada, que está em estado de choque.
 
ATUALIZAÇÃO: Segundo informações obtidas na unidade local do Corpo de Bombeiros, as buscas foram interrompidas na noite desta terça feira, 30, e serão recomeçadas tão logo amanheça o dia nesta quarta feira, 01. O site irá acompanhar o trabalho e tão logo hajam novas informações estaremos repassando para os leitores.
 
SEGUNDA ATUALIZAÇÃO: No momento em que escrevemos, às 15.29 hs. da quarta feira, 01, a guarnição do Corpo de Bombeiros continua efetuando as buscas no Rio das Mortes na altura do travessão do Hotel Fazenda, até agora sem sucesso.
 
Segundo o Comandante em Exercício do Corpo de Bombeiros local, II Tenente Ítalo Diniz, estão sendo feitos buscas na superfície e na profundidade, com mergulhos de até 20 metros abaixo da superfície, por enquanto sem resultado.
 
Ele não soube dizer se os ocupantes do barco estavam portando coletes salva vidas ou não, no momento do acidente, uma vez que ainda não teve contato com a sobrevivente, a Mãe de Jairo, que teria se utilizado de uma caixa de isopor para se salvar.
 
No momento, a preocupação dos soldados bombeiros é localizar o corpo da vítima, Jairo Kaspary, uma vez que a esta altura, segundo ele, não tendo sido feito nenhum contato com a família, as chances de ele estar vivo são cada vez mais remotas.
 
 
Escrito por Interessante News - Ezio Calanca Garcia 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário