02/12/2014 - Sem tempo hábil, CPI deverá ouvir diretor e decidir sobre Eraí nesta 3ª

A terceira reunião da CPI da Cooamat ocorrerá, nesta terça (2), ocasião em que será ouvido o diretor presidente da Cooperativa, Donato Cechinel. A tendência é que também seja decidida a convocação ou não do ruralista Eraí Maggi (PP), sócio da Cooperativa Agroindustrial de Mato Grosso e principal alvo da Comissão, instalada no último dia 12, com objetivo de apurar se houve fraude no fisco estadual por parte da Cooamat.

 

Como na reunião anterior dois membros faltaram, sendo o relator e relator adjunto, Emanuel Pinheiro (PR) e Dilmar Dal Bosco (DEM), respectivamente, o presidente da CPI Alexandre Cesar (PT) reitera a importância da participação de todos a fim de dar continuidade aos trabalhos. Isso porque, a previsão seria de encerrar antes do recesso, previsto para 21 deste mês. Diante da situação, contudo, a tendência é que devido ao curto prazo a CPI não seja concluída. 

 

Neste sentido, na semana passada, Alexandre Cesar chegou a dizer que apesar de existirem forças políticas que queiram impedir a apuração e conclusão da Comissão, o petista não medirá esforços para tomar as medidas necessárias a fim de chegar a um objetivo adequado. De todo modo, na quinta (6) será a vez do conselheiro fiscal Saul Lourenço de Lima ser ouvido; no dia 9 o diretor executivo e financeiro Roberto Bertoncello e, por fim, no dia 11 o secretário da cooperativa José Vengrus Filho.

 

 

Camila Cervantes

Comentários

Data: 02/12/2014

De: carli

Assunto: riva

CPI MAIS SUJA QUE PAU DE GALINHERO ...

Novo comentário