02/12/2015 - SOJA BRASIL - Alternativa de renda para produtores é discutida em Nova Mutum

02/12/2015 - SOJA BRASIL - Alternativa de renda para produtores é discutida em Nova Mutum

Destilarias flex, que consigam produzir etanol a partir de matérias-primas diferentes, já são uma realidade em Mato Grosso. Duas estão em pleno vapor, sendo uma em Campos de Júlio e outra em São José do Rio Claro. Há ainda uma terceira em Jaciara ma recém-inaugurada. A informação foi repassada pelo engenheiro de desenvolvimento e especialista de processos da Dedini Indústria de Base, Marcílio Gurgel. Ele ministrou a palestra “Produza etanol e aumente seu lucro com a safra de milho”, que movimentou o município de Nova Mutum na noite de segunda-feira (30.11). “Um projeto de destilaria se paga em dois anos. A taxa de retorno de destilaria de milho, por exemplo é de cerca de 40%.  É um bom negócio”, sentencia.
 
A palestra foi ministrada na abertura da segunda semana do Programa Soja Brasil realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), Canal Rural, Aprosoja Brasil  e diversos outros parceiros em 2015. E o que destilaria tem a ver com a soja? Alternativa de renda, já que a maioria dos produtores da oleaginosa cultiva o milho como segunda safra. “No Brasil apenas 6% do milho produzido é usado na alimentação humana, cerca de 30% da produção é destinada à exportação e todo o restante vai para a ração animal”, lembra o palestrante. “Há estimativas de que a cada três sacas de milhos transportadas até o porto, duas ficam com o pagamento do frete, diminuindo a rentabilidade do produtor”, argumenta Gurgel.
 
Entre os participantes, dois colaboradores da Destilaria Libra, empresa com sede em São José do Rio Claro, ouviam tudo atentamente. A Libra produz desde 2013 etanol de cereais (milho e sorgo) e também acredita no negócio. “Com o etanol só de cana, a empresa fica um longo período sem atividade, já que a safra da cana é de dezembro a abril, com o etanol de cereais utilizamos toda a estrutura da destilaria e ainda geramos energia com a biomassa deixada pela cana, ou seja, resolvemos o problema do resíduo”, conta o comprador de grãos da Libra, Anderson Almeida.
 
“Com a produção de etanol de milho e sorgo diminuiu-se as distancias, o frete ficou mais barato,  houve redução de resíduos e ainda fomentou-se a geração de emprego e renda, já que o produto comercializado no Estado deixa o dinheiro na região. Na geração de emprego, sou um exemplo. Vim de São Paulo para Mutum e encontrei esta oportunidade”, afirma o comprador de grãos, Alex de Souza.
 
Com 27 anos de emancipação, Nova Mutum, a cerca de 240 quilômetros de Cuiabá, recebe a caravana do Soja Brasil pela segunda vez. O presidente do Sindicato Rural, Luiz Carlos Gonçalves conta que o tema escolhido para ser discutido neste evento é atrativo. “O produtor sempre está em busca de agregar valor à sua produção”, afirma.
 
De acordo com o presidente, a região tem sua base econômica na produção agrícola, em especial soja e milho, mas conta também  com a produção  de algodão, gado e empresas como a Bung, BRF, Sucos Melina e a Intercoop (que criam suínos para a Excelência). “O Senar-MT é um grande parceiro do sindicato. Até novembro de 2015 realizamos realizamos 52 eventos em parceria com esta instituição de ensino. Os mais demandados são os de segurança no trabalho. Ao todo foram 18 turmas. Em seguida estão os treinamentos na área de máquinas e implementos agrícolas, que somaram 13 turmas”, cita.
 
Segundo Luiz Carlos a Fazenda Mutum, Grupo Vanguarda, Grupo Bom Futuro, Assentamento Pontal do Marape e Tauá Biodisel são os principais parceiros na realização das turmas de formação profissional rural.
 
A Caravana permanece pela manhã em Nova Mutum. A carreta da caravana estacionou em frente ao Ginásio de esportes Lauro Immich, onde serão realizadas as oficinas sobre Manejo Integrado de Pragas (MIP) e Tecnologia de aplicação de defensivos para o setor de máquinas e implementos agrícolas. Depois a caravana segue para Diamantino.
 
O Senar-MT faz parte de um conjunto de entidades que formam o Sistema Famato, assim como a Federação, o Imea e os 89 sindicatos rurais do Estado. Essas entidades dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio. O Senar está no Facebook e no Instagram. Curta a Fan Page 
https://www.facebook.com/SenarMt/ e a conta  @senar_mt.
 
Novembro/Dezembro – Segunda Semana   
Segunda-feira- 30.11 - Nova Mutum    
Terça-Feira – 01.12 - Diamantino                                 
Quarta-Feira – 02.12 -Campo Novo do Parecis         
Quinta-Feira – 03.12 - Sapezal  
Sexta-Feira – 04.12 - Campos de Júlio
 
Programação Soja Brasil 2016 – Janeiro
Primeira Semana
Segunda-Feira – 11.01 - Porto Alegre Norte   
Terça-Feira – 12.01 - Querência
Quarta-Feira – 13.01- Canarana
Quinta-Feira – 14.01 - Água Boa
Sexta-Feira  - 15.01 - Nova Xavantina
          
Segunda Semana
Segunda-Feira – 18.01 - Campo Verde           
Terça-Feira – 19.01 - Primavera do Leste Quarta-Feira – 20.01 - Pedra Preta
Quinta-Feira – 21.01 - Itiquira                                                                               
Sexta-Feira – 22.01 - Alto Araguaia.

 

 

 

Juliana Bispo

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário