03/02/2011 - 08h48 Murilo é internado em SP; Várzea Grande fica sem prefeito

O prefeito de Várzea Grande, Murilo Domingos está novamente internado em São Paulo e terá que passar por uma nova cirurgia. Murilo viajou no último final de semana para a Capital paulista.  Com isso, a cidade estaria a deriva, já que o vice-prefeito, Sebastião dos Reis Gonçalves, o “Tião da Zaeli”, sequer foi comunicado da viagem. Murilo e Zaeli estão praticamente rompidos por questões políticas: Zaeli quer o cumprimento do acordo feito nas eleições.

As idas do prefeito a São Paulo para tratamento de saúde estão cada vez mais constantes. Recentemente, Murilo Domingos se licenciou do cargo por 15 dias para passar por uma intervenção cirúrgica. Ano passado, Murilo já tinha feito uma cirurgia na coluna, e agora a situação está mais grave - um dos fatores é a idade do chefe do executivo municipal e a falta de cuidados.

“Murilo não quer abrir mão do cargo, por isso não consegue se recuperar e acaba não fazendo o tratamento adequado” - diz a fonte.

Pela ótica de Zaeli, Murilo já deveria ter renunciado ao cargo.  Por outro lado, Murilo e seu irmão, Toninho Domingos, asseguram que não houve nenhum acordo neste sentido. Enquanto não se decide a questão – que teve até mesmo interferência por parte do deputado Emanuel Pinheiro, do PR, articulador da recandidatura de Murilo, Várzea Grande vai sofrendo as duras conseqüências pelas “inconseqüências políticas”.

Várzea Grande tem sido constantemente notícia negativa. A população não consegue nem medicamentos básicos nas policlínicas. O atendimento odontológico está parado por intervenção do Conselho Regional de Odontologia (CRO) pelas precárias condições nos consultórios. As lixeiras da cidade estão abarrotadas de lixo – e a empresa alega que não recebe pelos serviços há mais de um ano. Enquanto isso, a população fica entre a cruz e a espada.

Redação 24 Horas News
com VG Noticias