03/02/2016 - Ministério Público discute com Administração Pública sobre casas pulverizadas em Nova Xavantina

03/02/2016 - Ministério Público discute com Administração Pública sobre casas pulverizadas em Nova Xavantina

Em reunião essa semana com o Ministério Público, através da Promotora Dra. Maria Coeli Pessoa de Lima, o Prefeito de Nova Xavantina João Batista Vaz da Silva “João Cebola”, a Primeira Dama e Secretária Municipal de Assistência Social Edna Aparecida Volf Vaz, o Vereador José Gilberto Rota “Professor Jabá”, a Procuradora do Município Dra. Bruna Garcia Toledo, a Assistente Social do CRAS e membro da Comissão Habitacional Ivani Auxiliadora Vieira Carvalho e o Coordenador do CRAS e Presidente da Comissão Habitacional Edivaldo Celestino Barbosa “Dizé”, discutiram sobre o andamento das obras das 40 casas pulverizadas, que está paralisado há mais de um ano. Durante a reunião a Promotora que já instaurou o Inquérito Civil Público nº 009/2015, para apurar o caso, disse, que a Construtora HL Nogueira de Menezes e Cia Ltda - ME, tem prazo até o dia 31/03/2016, para conclusão das obras, conforme prevê Portaria nº 397/2015 de 22/07/2015, só então, o Ministério poderá tomar medidas judiciais para resolver o problema. Contudo, vários órgãos já estão a par do problema, como a Secretaria de Estado das Cidades, a Família Paulista Crédito Imobiliário S/A e o Ministério Público, instância de Cuiabá. 

 
Durante a Reunião o Prefeito João Cebola, entrou em contato com o senhor Robertinho, que é irmão do dono da Empreiteira, que disse estar em Barra do Garças, com o caminhão carregado de materiais para descarregar em Nova Xavantina e afirmou ainda, que já havia contratado os pedreiros, eletricista e serventes para a conclusão das obras, inclusive efetuado parte do pagamento aos mesmos. Ficou marcada para a próxima quinta feira, uma visita às casas, para ver a situação que as mesmas se encontram, e se de fato as obras foram reiniciadas.
 
 
 
 
 

Autor: InteressanteNews com Edivaldo Celestino - Dizé

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário