03/03/2014 - Menina de 2 anos que ingeriu cocaína vai para UTI de hospital particular

Por ordem judicial, a menina de 2 anos L.E.N, que deu entrada em estado grave no Pronto-Socorro de Vázea Grande depois de ter ingerido pedaços de pasta-base de cocaína, foi transferida para o Hospital Jardim Cuiabá na noite deste sábado (1º). A família conseguiu uma liminar para que a criança fosse encaminhada para uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) no hospital particular porque o PSVG não tinha vaga disponível.

O Gazeta Digital apurou que a menina foi transferida por volta das 20h e continua na ala de pediatria SUS dentro do hospital particular. O estabelecimento disse não estar autorizado a repassar informações sobre o estado de saúde da criança.

O caso aconteceu no final da tarde de sexta-feira (28) e o estado de saúde da garota era grave por isso precisava urgentemente ser colocada em uma UTI. A mãe da menina, Rosicléia Neves da Cunha, 29, e sua amiga Karina Ramos, 19 chegaram a presas em flagrante e alegaramm não terem visto a droga no quintal. Segundo informações, Rosicléia já conseguiu deixar a prisão.

Ao chegar ao Pronto-Socorro de Várzea Grande na noite de sexta-feira, o pai da criança Dejavan Lourenço da Silva, 33, conversou com Rosicléia que contou que tinha ido com a filha para a casa da amiga Karina no Jardim Eldorado e que depois de algum tempo a menina começou a passar mal. Perto da criança, restos de pasta-base foram encontrados. O Conselho Tutelar acompanha o caso.

No PS, o pediatra Afrânio Araújo, que acompanhava o caso, explicou que a menina sofreu uma parada cardíaca e apresentava um quadro grave de intoxicação. Agora com sua transferência para o Hospital Jardim Cuiabá não é possível saber qual a situação da menina.

 

Welington Sabino