04/04/2012 - A expectativa é que até junho de 2013, 400 PMs sejam substituídos por agentes penitenciários rigorosamente treinados

 

A formatura de 115 agentes penitenciários que concluíram o II Curso de Operações Penitenciárias Especializadas (Cope) faz parte da política de substituição gradativa dos polícias militares, que devem voltar às suas funções de origem. A expectativa é que até junho de 2013, 400 PMs sejam substituídos por agentes penitenciários rigorosamente treinados, conforme explicou o secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Paulo Lessa.
A solenidade de formatura foi realizada na manhã desta terça-feira (03.04) no Palácio Paiaguás. A cerimônia foi precedida de um desfile do efetivo dos agentes penitenciários, no percurso entre a sede da Sejudh e o Palácio Paiaguás, e ainda, por ato simbólico da entrega da bandeira do Sistema Penitenciário para dois formandos.
 
De acordo com Paulo Lessa, essa formatura representa um avanço para o Sistema Penitenciário de Mato Grosso além de liberar a Polícia Militar para exercer sua função de promover a segurança nas ruas. “Por isso é um duplo ganho para Mato Grosso, já que a inclusão de mais Policiais Militares nas ruas aumenta a segurança. Esses formandos tiveram capacitação física, técnica e emocional, para lidar com situações dentro das penitenciárias”, afirmou.
O presidente do sindicato dos servidores do sistema prisional, João Batista, avaliou que essa formatura significa a valorização dos servidores. De acordo com o secretário adjunto de administração penitenciária, o Tenente-coronel Clarindo Alves Castro, os agentes treinados vão trabalhar nas torres de segurança, na contenção dentro das penitenciárias e na escolta armada. “A intenção é que a PM saia definitivamente, pois isso é uma tendência nacional”, afirmou.
 
O agente penitenciário André Breit, do município de Água Boa, realizou o curso e disse que a expectativa é grande pois foi acrescentado valor e importância ao sistema penitenciário com este treinamento. A agente Poliana da Rocha, afirmou que esse curso vai trazer mais segurança para o sistema. “O treinamento só tem a soma com o sistema prisional”, afirmou.
 
FORMAÇÃO – Durante a formatura, foi realizado a entrega de 50 rádios e 150 pistolas para o sistema prisional. Os agente formados vão beneficiar as penitenciárias de Rondonópolis, Sinop, Água Boa, Cuiabá e Várzea Grande. Conforme programação desenvolvida pela Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária (Saap) e executada pela Escola Penitenciária, o II Cope se dividiu em duas etapas. A primeira contemplou Cuiabá e Várzea Grande e foi ministrada de outubro de 2011 a março de 2012. A segunda etapa ocorreu em Rondonópolis, no mesmo período, com participação de agentes de Rondonópolis, Sinop e Água Boa.
O secretário chefe da Casa Civil, José Lacerda representou o governador na solenidade. Também participou do evento o secretário de Estado de Segurança Pública, Diógenes Curado.
 
 
Fonte: Sinara Alvares

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário