03/05/2015 - Governos do TO e MT debatem rodovia transbananal e pactuação na saúde

Com a presença de autoridades políticas de peso do Mato Grosso, aconteceu na manhã de quinta-feira, 30, a abertura do Fórum Político e a 7ª Dinâmica de Empreendimentos e Empreendedores, em Porto Alegre do Norte (MT), há 550 Km de Palmas. Representando o Tocantins, uma comitiva liderada pela vice-governadora, Claudia Lelis, contou com o secretário-geral de Governo, Herbert Brito Barros (Buti), e o secretário da Saúde, Samuel Bonilha. A comitiva participou da abertura da audiência pública, que discutiu temas relacionados à sustentabilidade econômica da região.

Além dos representantes dos governos do Tocantins, Mato Grosso e Pará, estavam os senadores matogrossenses Blairo Maggi (PR), Wellington Fagundes (PR) e José Medeiros (PPS), além de deputados federais e estaduais, prefeitos da região e empresários do agronegócio.

O governador do Mato Grosso, Pedro Taques, abriu o evento e destacou a importância da parceria entre o Tocantins e o Mato Grosso. “Tenho certeza que os dois estados juntos vão construir o futuro desta região”, afirmou, agradecendo a presença da comitiva do Tocantins e destacando a ajuda que o Governo do Estado vem dando na área da saúde na região do Araguaia.

“Muitos pacientes desta região são atendidos em Palmas e só tenho que agradecer ao governador Marcelo [Miranda]; e a partir de hoje, vamos começar a elaborar o terno do contrato para fazermos um convênio interestadual. Com isso, faremos o repasse mensal de recursos ao Tocantins”, anunciou o governador.

A vice-governadora Cláudia Lelis lembrou em seu discurso que, em tempos de crise mundial, buscar alternativas e parcerias para alavancar o desenvolvimento dos estados e municípios é a solução mais viável para os gestores públicos. “Tenham a certeza de que o Governo do Tocantins irá trabalhar junto de todos os parceiros para desenvolver projetos e ações que possam gerar aumento na economia desta região. Sempre buscando o desenvolvimento aliado a preservação ambiental”, reforçou, falando sobre a construção da rodovia transbananal, que irá melhorar a malha logística e interligar os dois estados.

Claudia também lembrou que o convênio para divisão das responsabilidades na área da saúde entre o Tocantins e Mato Grosso irá definir um formato eficiente de gestão e contribuirá para melhorar o atendimento para a população dos dois estados.

O secretário Buti destacou que esse foi um momento importante para toda a região que envolve o Vale do Araguaia, principalmente na busca por novos investidores e na atração de indústrias. “Com certeza o governador Marcelo Miranda, aliado aos governadores do Mato Grosso e do Pará, soma esforços para desobstruir canais que estão obstruídos ao longo dos anos, para que possa fluir melhor o desenvolvimento de toda essa região”, pontuou.

A organização desta audiência é do deputado estadual do Mato Grosso Baiano Filho (PMDB), que lembrou que os três estados vizinhos têm problemas em comum e que reunir todos numa audiência pública é essencial para a solução. “A pactuação na área da saúde é sem dúvida a grande conquista deste ano para nós, e só temos que agradecer ao governador Marcelo Miranda pelo atendimento aos nossos pacientes”, destacou o deputado, comemorando o sucesso do Fórum.

Pactuação na saúde

Ficou acertada a pactuação, através de um convênio entre os dois estados, que os valores gastos pelo Tocantins com os pacientes mato-grossenses serão repassados pelo Mato Grosso. “O Sistema Único de Saúde [SUS] não tem fronteiras e todos os pacientes de urgência e emergência são atendidos. O que será feito é uma compensação financeira. O que nós propomos é uma pactuação, para que os gastos do Tocantins sejam repassados pelo Governo mato-grossense e fomos de pronto atendidos pelo governador Pedro Taques. Isso irá gerar mais benefícios para os dois estados”, explicou Samuel Bonilha.

Segundo o secretário, a média de atendimento, de 2013 até agora, é de cerca de 1 milhão de pacientes/ano. Ainda conforme destacou, o Estado do Mato Grosso também atende a pacientes indígenas que vivem na Ilha do Bananal, no Tocantins. “Ou seja, existe uma compensação e, no fim, todos saem ganhando, principalmente o paciente”, finalizou.

Transbananal

O projeto da rodovia Transbananal ligará o Centro-Oeste ao Norte brasileiro, no sentido Leste a Oeste, via Ilha do Bananal, por meio da BR-242. Mas, economicamente falando, ao ser concluída, a rodovia vai encurtar em quase mil quilômetros as distâncias para o escoamento de produtos que saem hoje de Mato Grosso para os portos litorâneos, tendo como ponto de intersecção o município de Gurupi (TO). Além de melhorar a malha logística e interligar os dois estados, o novo corredor de exportação terá um grande impacto na vida das populações locais, possibilitando o desenvolvimento econômico e turístico da região.

 

Secom-TO

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário