03/05/2016 - Doverlândia (GO) - Perícia confirma que bebê foi morto por asfixia causada por negligência; mãe alcoolizada poderá ter dormido em cima da criança

03/05/2016 - Doverlândia (GO) - Perícia confirma que bebê foi morto por asfixia causada por negligência; mãe alcoolizada poderá ter dormido em cima da criança

O laudo pericial do Instituto Médico Legal (IML) de Iporá confirmou que o bebê de três meses e vinte dias, morto ontem (30) na cidade de Doverlândia, foi vítima de asfixia mecânica. De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Marlon Souza Luz, “o pulmão da criança apresentava lesões”.

Marlon disse ainda que “no corpo do bebê havia pequenos hematomas, especialmente nas pernas e braços”, mas insuficientes para provocar a morte. “Na casa havia quatro adultos que ingeriram bebidas alcoólicas antes de dormir. Tudo indica que a mãe tenha rolado sobre a criança enquanto dormia, o que pode ter provocado a morte”,  explicou Luz.

Ainda segundo o delegado, Samia Fernandes Silva, 24, será indiciada por homicídio culposo (quando não há a intenção de matar). “A mãe foi no mínimo negligente com os cuidados básicos com a criança e imprudente ao dormir alcoolizada com a filha na mesma cama. As investigações vão continuar, o laudo definitivo sairá em cinco dias, quando será possível ter uma definição melhor do crime”, assegurou o policial.

A mãe não pôde ir ao sepultamento da filha que aconteceu às 7h desse domingo (1/5) no Cemitério Municipal de Doverlândia. “Como há grande manifestação popular contra a genitora em sua cidade, para não colocar a sua segurança em risco, decidimos não liberar com o pouco efetivo que temos a disposição nesse fim de semana”, lamentou Marlon.

Samia continua presa em Caiapônia, mas a fiança já foi arbitrada em um salário mínimo, assim que for feito o pagamento a mulher será colocada em liberdade.

Quanto a ligação entre as mortes do bebê e do pai, que aconteceu há menos de uma semana, o delegado foi categórico. “Não há nenhuma ligação, é apenas especulação de WhatsApp ”.

 

 

Entenda o caso na matéria anterior


Uma criança de quatro meses foi encontrada morta nesse sábado (30) em Doverlândia. Segundo os plantonistas do Serviço Móvel de Urgência (SAMU) quando chegaram ao local, por volta das 7h30, a vítima já estava em óbito “com os membros semirrígidos” o demostra ter passado um período considerável.

Além dos vizinhos a irmã da menor suspeita que a mãe pode ter matado a própria filha. A mulher de 24 anos está sendo ouvida pela Polícia de Doverlândia nesse momento, autoridade responsável pelas investigações preliminares disse ao Jornal O+Positivo que ainda não tem elementos suficientes que possam esclarecer o caso.

Vizinhos afirmam que a mãe é usuária e bebeu durante a noite.  “Quando a polícia chegou ao local a mãe afirmou que dormiu com a criança por cima dela. Mas o corpo da menina estava no carrinho de bebê e não aparentava ter sido colocado há pouco tempo” disse uma testemunha que pediu para ser mantida em sigilo.

O pai da criança morreu por afogamento no último dia 26, no Rio Araguaia, onde estava com a família. O mistério que ronda a morte do bebê e do pai é o assunto mais discutido nas redes sociais em Doverlândia na manhã desse sábado, inclusive com suspeitas de ligação entre os casos.


 

www.omaispositivo.com.br

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário