03/06/2015 - Autor de homicídio e invasores de terra são levados a prisão em Vila Rica

03/06/2015 - Autor de homicídio e invasores de terra são levados a prisão em Vila Rica

O homicídio de um lavrador em Vila Rica foi esclarecido pela Polícia Judiciária Civil, na segunda-feira (02.06), poucas horas após o crime. A vítima, Antonio José dos Santos, foi morta após uma discussão com Marcos Fernando Costa Cantanhede, apontado como autor do crime.

O homicídio aconteceu na Fazenda Montana, há cerca de 16 quilômetros de Vila Rica, motivada por uma discussão entre os lavradores. O acusado desferiu vários golpes de facão na região da nuca da vítima, que morreu imediatamente. Logo após cometer o crime, o suspeito pegou um ônibus e fugiu da cidade com destino ao Estado do Tocantins.

Com base nas informações, a equipe de investigadores da Delegacia de Vila Rica, coordenada pelo delegado Gutemberg de Lucena Almeida, entrou em contato com a Polícia Civil do Tocantins, que conseguiu realizar a prisão do suspeito ainda na noite de segunda-feira (01), na rodoviária do município de Paraíso, TO.

O delegado representou pela prisão preventiva do autor do homicídio, usando como argumentos a fuga do suspeito e o abalo social que o crime causou na cidade. O mandado de prisão preventiva foi deferido pela Justiça.

“Esse é o décimo primeiro homicídio registrado na cidade no ano de 2015, sendo a maioria com os suspeitos identificados e presos”, destacou o delegado.

Invasão de terras

Durante ações de combate a grilagem de terras no município, três homens foram presos em flagrante, na quinta-feira (28.05). Os acusados Luiz Carlos Ribeiro dos Santos, José Marçal Pinto e José Luiz Pedrosa foram atuados por posse ilegal de arma de fogo, esbulho possessório, dano e associação criminosa.

O trio foi preso pela Polícia Militar, na fazenda Elagro, a qual foi recentemente objeto de reintegração de posse. Com os suspeitos foram apreendidas 04 espingardas, várias munições e artefatos utilizados para municiamento.

Os invasores descumpriram a ordem judicial de reintegração, incendiando pontes de acesso a região e derrubando arvores para impedir o acesso da polícia ao local. Os acusados foram conduzidos a Delegacia de Vila Rica, onde foram autuados pelo delegado Gutemberg de Lucena Almeida.

“A rápida resposta do Estado no combate à criminalidade restaura na sociedade a sensação de segurança, que é estabelecida pelo conjunto de operações constantemente realizadas pela Polícia Judiciária Civil na região”, disse o delegado.

O inquérito policial e as investigações seguem sob a responsabilidade dos delegados Gutemberg de Lucena Almeida, titular de Vila Rica e Hércules Batista Gonçalves, delegado assistente da Regional de Confresa.

As ações integram a operação “Top Five” da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), deflagrada pela Polícia Judiciária Civil com objetivo de identificar e combater os principais grupos criminosos no interior do Estado.

 

 

Escrito por assessoria de imprensa

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário