03/06/2015 - Primeira vez: casamentos gay acontece no Centro de Ressocialização de Cuiabá

Os quatro recuperandos que formalizarão a relação nessa quarta-feira participam do projeto Arco-íris. Implantado há quase três anos no Sispen. Ele contempla 11 homossexuais, que permanecem separados dos demais recuperandos para proteção da integridade física. 

 

Dois casais homoafetivos, formado por recuperandos, farão o reconhecimento de união estável no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC) nessa quarta-feira (03). A celebração é a primeira desse tipo em Mato Grosso e ocorre às 9 horas no refeitório da unidade.   

 

O diretor do CRC, Winkler de Freitas Teles, explica que o reconhecimento de união civil será realizado a pedido dos próprios recuperandos, que formalizarão o enlace com auxílio do advogado do Centro de Ressocialização. A cerimônia contará com a presença do Juiz Vara de Execuções Penais de Cuiabá, Geraldo Fidélis. 

 

A união civil proporcionará direitos aos recuperandos, como a visita conjugal, caso um dos dois progrida do regime fechado.   Projeto Arco-íris   Os quatro recuperandos que formalizarão a relação nessa quarta-feira participam do projeto Arco-íris. Implantado há quase três anos no Sispen. Ele contempla 11 homossexuais, que permanecem separados dos demais recuperandos para proteção da integridade física.   

 

Para ter direito a participar do projeto, os recuperandos de orientação homossexual devem trabalhar e estudar. Entre as atividades, eles confeccionam bolos, itens de marcenaria e uniformes usado pelos próprios internos. 

 

 


Da Redação

 

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário