03/06/2016 - PF tem 14 inquéritos da Ararath em andamento e mira agentes políticos e servidores do alto escalão

03/06/2016 - PF tem 14 inquéritos da Ararath em andamento e mira agentes políticos e servidores do alto escalão

A Polícia Federal ainda trabalha em 14 inquéritos que estão em andamento, decorrentes da operação ‘Ararath’. A 11ª fase foi deflagrada nesta quinta-feira (02), ocasião em que cinco pessoas foram conduzidas, sendo a maioria de empresários. Por conta disto, é quase certo que aconteçam novas fases. Questionado a respeito da participação de político, o delegado Wilson Rodrigues de Souza Filho explicou que desde o início: “sabemos do envolvimento de agentes políticos e servidores públicos do alto escalão”. Conforme os delegados, a Ararath ainda está no começo.

 

“Atualmente temos 14 inquéritos em andamento. Estamos investigando empresas, então foram conduzidos empresários responsáveis pelas empresas. Desde que foi deflagrada uma fase maior em 2014, sabemos do envolvimento de agentes políticos e servidores públicos do alto escalão”, comentou o delegado durante entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira, na sede da Polícia Federal.
 
Durante a manhã, o delegado Sérgio Mori, da Delegacia Regional de Investigação e Combate ao Crime Organizado, revelou – em entrevista exclusiva ao Olhar Direto - que uma grande quantidade de dinheiro foi apreendida durante a 11ª fase da operação. Ele ainda avaliou que novas fases podem ser deflagradas, dependendo do que for encontrado.

"Temos casos já concluídos. existem pelo menos seis ações penais em curso. Cerca de 14 inquéritos em andamento. A abrangência dos fatos nos faz pensar que a investigação está entre o início e o meio. Mas ainda há muito a ser apurado", frisou o delegado Wilson.
 
Operação
 
A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje, 2 de junho, a 11ª fase da Operação Ararath, em Mato Grosso. Neste momento, ordens judiciais são cumpridas.  É intensa a movimentação de policiais no prédio da Superintendência da PF na Capital.
 
No total, são cumpridos 45 mandados de busca e apreensão e outras três conduções coercitivas. As ordens judiciais foram expedidas pela 5ª Vara da Justiça Federal. No total, 90 policiais estão envolvidos na ação e são cumpridas ordens em empresas do ramo imobiliário e em residência de 'controladores'.
 
A nova fase tem como objetivo recolher provas sobre um possível esquema de lavagem de dinheiro realizado por intermédio da aquisição de imóveis em nome de terceiros, com recursos originários de crimes contra o sistema financeiro. A Ararath é uma grande operação da Polícia Federal que apura uma série de crimes contra o sistema financeiro e corrupção. Até dezembro de 2015, o Ministério Público Federal informou que total de R$ 449,5 milhões foram bloqueados através da força tarefa montada para combater os esquemas.

 

 

 

Da Redação - Wesley Santiago

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário