03/07/2014 - No Tocantins, quase 36 mil exames são realizados só no primeiro semestre com carretas da ‘Saúde da Mulher’

Com as carretas do programa ‘Saúde Cidadã, Saúde da Mulher’ foram realizados 35.916 exames em 52 municípios tocantinenses somente nos primeiros seis meses deste ano. O programa funciona com três carretas, que fazem atendimento de norte a sul do Estado, levando assistência à saúde da mulher com a oferta de mamografia, ultrassonografia e exame preventivo do colo do útero. Desde que se iniciaram os atendimentos, em 2013, as carretas do programa ‘Saúde Cidadã, Saúde da Mulher’ já passaram por 94 municípios, sendo que destes, em quatro as equipes já estão retornado para a segunda edição.

Conforme a técnica de Supervisão de Controle Oncológico e Fatores de Risco da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Maria Rita Cabral, as carretas são usadas para somar com iniciativas já trabalhadas pelo governo do Estado e têm a finalidade de rastrear o câncer, permitindo assim tratamento e cura para as mulheres tocantinenses. “Somente de janeiro até 20 de junho, nós já realizamos quase 36 mil exames nas três carretas. Praticamente, o Tocantins já duplicou o número de exames realizados de 2012 a início de 2013, tanto PCCU (preventivo de colo de útero) quanto à mamografia. Com certeza essa iniciativa fez diferença na vida de algumas pessoas que já estão em tratamento buscando a cura e qualidade de vida elevada”, afirma.

A faixa-etária para realização de mamografia é de 45 a 69 anos. O exame preventivo do colo de útero tem como foco atender mulheres de 25 a 64 anos. No Tocantins, há 84.189 mulheres com idade de 50 a 69 anos e coama, a proposta é realizar exames de mamografia em 42.095, um terço do total. Já a meta de realização do exame preventivo de colo de útero de atingir 107.095 pacientes.  O ultrassom não tem meta específica, pois quem define a necessidade de se fazer o exame é a equipe de saúde responsável pela carreta.

A secretária de Saúde do Município de Colinas, Aldilene Fagundes, é uma das que solicitou a presença da carreta em sua cidade. Ela contou que alguns dos exames já são realizados no município, mas que a presença da carreta é uma estratégia para atrair as mulheres para realizarem os exames. “Muitas mulheres não fazem os exames, pois trabalham, têm os afazeres domésticos e não encontram tempo. Com a chegada da carreta em Colinas, pretendemos atrair essas mulheres para estarem em dia com a saúde”. Em Colinas, a equipe que compõe uma das carretas vai  atender as mulheres entre os dias 28 deste mês e 29 de agosto, com meta de fazer a mamografia em 983 mulheres, além 2.481 exames preventivos de colo de útero.

 

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário