03/08/2012 - Curso de Formação de Sargento começa em setembro

 

O 11° Curso de Formação de Sargento (CFS) está programado para começar em setembro. O Governo do Estado lançará o edital de convocação neste mês de agosto e 415 cabos e soldados da Polícia Militar serão beneficiados.
 
A realização do curso resolverá um impasse em função da suspensão do concurso em 2006 por força de uma ação popular, julgada improcedente no mês de abril. Há dez anos o curso não é realizado em Mato Grosso.
 
A previsão de duração do curso é de seis meses, com foco na capacitação intelectual e física, permitindo a oxigenação na corporação.
 
Após tomar conhecimento sobre a aflição dos policiais para a realização do curso, o presidente da Assembleia Legislativa, José Riva (PSD), garantiu apoio irrestrito durante reunião com as Associações dos Cabos e Soldados e também dos Subtenentes e Sargentos.
 
Inicialmente, Riva destinou R$ 550 mil de emenda parlamentar para garantir recursos à realização do CFS. Posteriormente, interviu junto ao Governo do Estado diversas vezes para a publicação do edital do curso.
 
Na semana passada, Riva recebeu a notícia do governador Silval Barbosa (PMDB) de que o curso será iniciado já no mês de setembro. Comandante-geral da PM-MT, coronel Osmar Lino Farias, destacou a importância da realização do Curso de Formação de Sargento para a população de Mato Grosso.
 
“No próximo mês vamos publicar o edital de convocação e, em setembro, o curso será iniciado. Vamos aumentar o número de sargentos para ajudar no policiamento ostensivo. A sociedade ganhará muito”, avaliou.
 
De acordo com José Riva, a realização do curso é a conquista de um sonho para os cabos e soldados, que aguardam ansiosamente uma solução para o impasse.
 
“Trabalhamos essa emenda para assegurar a realização do curso, que desde 2002 vem causando uma série de prejuízos aos candidatos e à estrutura da Polícia Militar, que ficou impossibilitada de preencher as vagas existentes. O problema se arrastou ao longo dos anos e o Governo do Estado entendeu isso, pois existe um déficit no número de sargentos”, argumentou.
 
Para o presidente da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, Gevaldo Pinho, a expectativa dos candidatos é enorme para a concretização do curso. “Vai trazer melhorias para o policial que poderá proporcionar mais qualidade de vida para as suas famílias”, avaliou.
 
Pinho aproveitou a oportunidade para agradecer o empenho de Riva na conquista da realização do curso. “O parlamentar nunca nos abandonou, disse que estaria conosco e lutou para a concretização do nosso sonho. Somos extremamente agradecidos pelo empenho de José Riva”, enalteceu.
 
De acordo com o presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos de Mato Grosso, Luciano Esteves Corrêa Costa, o curso é uma oportunidade de oxigenação na tropa. “Melhora a questão salarial e motiva o profissional que consegue a projeção na carreira. Com isso, os policiais ficam mais motivados para servir à sociedade”, lembrou.
 
Da Assessoria

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário