03/08/2012 - Justiça manda tirar do ar notícias sobre suposto namoro de Raí e Zeca

Justiça de São Paulo proferiu decisão na última quarta-feira determinando que o portal de internet R7 retire do ar, dentro de 48 horas, notícias que mencionem um suposto relacionamento afetivo do ex-jogador de futebol Raí com o apresentador da TV Globo Zeca Camargo. A ordem judicial trata especificamente de textos sobre o assunto publicados pela jornalista Fabíola Reipert em seu blog, hospedado no portal.

Além disso, o R7 não deve mais produzir nenhuma nota jornalística a respeito deste assunto. A multa diária para o eventual descumprimento da decisão é de R$ 2 mil. O prazo passa a contar a partir do momento que o veículo for notificado oficialmente acerca da determinação judicial.

Procurado pelo UOL Esporte na noite da última quinta-feira, o departamento de comunicação do R7 informou que não comentaria o assunto, pois ainda não havia sido notificado oficialmente pela Justiça.

Fabíola Reipert também informou que ainda não havia sido notificada, e orientou a reportagem a procurar o departamento de comunicação do R7.

No último dia 31, Raí entrou com uma ação na Justiça contra a jornalista Fabíola Reipert, blogueira do portal R7, e contra o próprio veículo, pela publicação de notícias que insinuaram que o atleta teria um envolvimento afetivo com o apresentador da TV Globo Zeca Camargo. O ex-jogador pede uma retratação pública, uma indenização de R$ 10 mil e a retirada do ar das notícias já existentes.

Na mesma ação, o ex-jogador fazia um pedido de "tutela antecipada" sobre a retirada das notícias do ar, ou seja, requereu que a Justiça considerasse este pedido antes do término do julgamento, em caráter emergencial, já que a manutenção das referidas notícias no ar estariam prejudicando a sua imagem. A decisão judicial proferida na última quarta-feira atendeu a este pedido e ordenou a retirada do ar das notícias dentro de 48 horas.

A ação judicial como um todo, porém, seguirá seu trâmite normal, e tanto o portal R7 quanto a jornalista Fabíola Reipert ainda terão tempo para apresentarem suas defesas antes que uma decisão final seja tomada.

Entenda o caso

O ex-jogador Raí deu entrada, na última terça-feira, com uma ação na Justiça contra a jornalista Fabíola Reipert, blogueira do portal R7, e contra o próprio veículo, pela publicação de notícias que insinuaram que o atleta teria um envolvimento afetivo com o apresentador da TV Globo Zeca Camargo.

No último dia 16, a blogueira publicou que a "emissora (Globo) proibiu os programas da casa de associar os nomes de Zeca Camargo e Raí", completando com as perguntas: "O que será que eles têm para esconder, hein? E o que têm em comum?". Fabíola Reipert estava repercutindo notícia anterior publicada por ela mesma, que dava conta de que "um belo ex-jogador de futebol teria deixado a mulher em troca de um novo amor. Ele foi morar com um apresentador da Globo, que ainda não saiu publicamente do armário".

As publicações geraram ampla repercussão na internet e nas redes sociais, que passaram a reproduzir o boato de suposto relacionamento homossexual entre os dois.

Na última terça-feira, o sócio de Raí em uma empresa de gestão de imagem, Paulo Velasco, informou que o ex-jogador decidira "tomar as medidas judiciais cabíveis contra os autores do boato".

"Informamos que foi proposta ação judicial referente ao falso boato publicado na internet em relação ao Raí. Esperamos com isso, além da retratação e indenização por parte dos responsáveis, colaborar para a construção de um jornalismo sério e verdadeiro", afirmou Velasco, que também responde pela assessoria de imprensa de Raí.

De acordo com ele, não existe nenhum fundamento nas informações divulgadas sobre o suposto relacionamento entre Raí e Zeca Camargo. "Trata-se de uma notícia falsa, desrespeitosa e sem pé nem cabeça", disse Velasco.

 

UOL

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário