03/08/2016 - Paranaiguara (GO) - Curso mostra nova realidade no manejo de bovinos de corte

03/08/2016 - Paranaiguara (GO) - Curso mostra nova realidade no manejo de bovinos de corte

Cuidados específicos no manejo garantem o bem estar animal e estão diretamente ligados à qualidade e rentabilidade da produção final.

São inúmeros os benefícios alcançados com a adoção dessas práticas. Entre elas, está a redução do estresse e do risco de acidentes durante o manejo de rotina, além de uma diminuição significativa de animais machucados - ou até mesmo mortos.
 
O professor universitário e especialista em boas práticas de bem estar animal Mateus Paranhos da Costa explica os benefícios dessa adoção e os impactos positivos.  “Há maior controle na execução dos manejos nas fazendas, que promovem ganhos de desempenho, eficiência e segurança no trabalho”, explica.
 
NA PRÁTICA
 
Pensando nisso, 25 pessoas - entre criadores, gerentes e trabalhadores rurais -tiveram a oportunidade de participar de um curso realizado na Fazenda Palmito, de Paranaiguara (GO), entre os dias 4,5 e 6 de julho, sobre “Manejo Racional de Bovinos de Corte”. O objetivo do curso foi o de treinar e aperfeiçoar os profissionais que lidam diretamente com o manejo dos rebanhos. O curso acontece por meio de um convênio do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), a BEA Consultoria e Treinamento, a FUNEP, Unesp e Grupo ETCO.
 
Ministrado pelo professor e zootecnista Adriano Gomes Pascoa, da BEA Consultoria e Treinamentos, o curso abordou temas que envolvem desde o manejo de bezerros recém nascidos, passando pela desmama racional, o manejo em curral, instalações adequadas, identificação, vacinação e manejo pré-abate.
 
Segundo Adriano, é comum o manejo “corrido”, feito aos gritos e sem preparação alguma, gerando, além do estresse do animal e do vaqueiro, prejuízos, inclusive financeiro.  “Hoje, temos dados que mostram a relação financeira de um bom manejo. Por exemplo, o condicionamento de fêmeas em IATF pode aumentar em até 13% a taxa de prenhes. A desmama racional, lado a lado, faz com que os bezerros desmamados nesse sistema ganhem 35% mais peso que na desmama tradicional abrupta. Currais menores e mais funcionais economizam até 30% na construção e 67% no tempo de manejo, dentre outras vantagens”, pontua.
 
 
PECUARIA INTELIGENTE 
 
A Fazenda Palmito é a sede do criatório Senepol Constelação, referência na criação e melhoramento genético da Senepol, onde são aplicadas práticas do BEAS (Bem Estar Animal Senepol). Segundo Rubia Pereira Barra, proprietária da fazenda, “vários estudos comprovam que, quando bem tratados, os bovinos reagem de maneira positiva e se desenvolvem melhor. Com isso, há maior ganho de peso e um maior rendimento de carcaça, além de aumentar a segurança dos funcionários e diminuir a ausência de trabalhadores acidentados”, conclui.
 
E foi exatamente esse ponto que chamou a atenção de Carolina Coelho, administradora da Fazenda SAN Francisco (Senepol SAN), de Miranda (MS).
 “Tivemos a oportunidade de conhecer essas técnicas de forma correta, e o melhor, mostrando isso para quem trabalha diretamente na lida com o gado. O manejo racional influência na qualidade e bem estar dos animais, como também na rentabilidade, ao apresentar um melhor rendimento, menor risco de acidentes com os vaqueiros e o gado, com redução dos custos de produção. Carolina afirmou, inclusive, que já está aplicando as técnicas em sua fazenda, promovendo treinamentos internos e integrando os demais vaqueiros e empregados da fazenda.
 
A preocupação com o bem-estar animal está cada vez mais presente na cadeia produtiva da carne, seja por exigência do consumidor, seja por uma conscientização que vem crescendo aos poucos sobre a importância do tema para a produção com qualidade e segurança alimentar. Um dos maiores desafios está na quebra de um paradigma cultural, de reeducar as pessoas que lidam com o manejo, principalmente de gado de corte, de que não é necessário um manejo agressivo, sem cuidados específicos. O treinamento e capacitação, especialmente das equipes que lidam com o gado, é o caminho a ser trilhado para uma pecuária mais inteligente e lucrativa.

 

 

 

Gustavo Ribeiro - Berrante Comunicação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário