03/09/2014 - Taques critica governo e Lúdio responsabiliza empreiteira por desabamento de teto do aeroporto

Os candidatos ao governo do estado, Lúdio Cabral (PT) e Pedro Taques (PDT), usaram suas páginas no Facebook para comentar o desabamento de parte da nova estrutura do Aeroporto Internacional Marechal Rondon ontem (01), após forte chuva no final da tarde em Cuiabá e Várzea Grande. O petista lamentou o fato e enfatizou que a obra foi feita pela empresa Engeglobal, de propriedade de Robério Garcia, pai do candidato a deputado federal Fábio Garcia (PSB). Taques acusou o governo do estado de ter agido sem transparência durante a realização das obras da Copa do Mundo e alertou para a possibilidade novos acidentes. 

“Espalhe a verdade. É lamentável o desabamento do telhado do Aeroporto Marechal Rondon. Mais lamentável ainda é parte da imprensa local taxar este assunto com interesse eleitoral. Creditam até a mim o fato ocorrido, mas não mencionam que a empresa responsável pela obra, a ENGEGLOBAL, pertence a Robério Garcia, ex-presidente do PSB e pai do candidato Fábio Garcia, que é afilhado político de Mauro Mendes, um dos maiores apoiadores do candidato Pedro Taques. Em nosso governo vamos FISCALIZAR com RIGOR estas empresas responsáveis pelas obras da Copa e exigir um padrão de qualidade que condiz com dinheiro investido”, disparou o petista. 

Pedro Taques, que sempre foi apontado por seus adversários como um pessimista em relação a Copa em Cuiabá, pontuou que os principais jornais do Brasil ressaltou hoje o custo de mais de R$ 83 milhões da obra.

“A má qualidade do planejamento das obras voltadas à Copa do Mundo começa a dar suas caras. Felizmente, não houve feridos. Mas e se tivesse? Ontem, foi o teto do aeroporto que caiu. A população está preocupada com a possibilidade de desabamento do viaduto da Sefaz. A trincheira do Santa Rosa pode desmoronar. Quantas outras obras estão prejudicadas pela falta de transparência por parte do Governo de MT na hora de contratar as empresas, aditivos e licitações de emergência? Hoje, os principais jornais do Brasil destacam o fato que o teto do aeroporto Marechal Rondon que custou R$ 83 milhões caiu, poucos meses depois de sua construção”, afirmou na rede social o candidato da coligação ‘Coragem e Atitude pra Mudar’. 

A forte chuva que atingiu Cuiabá e Várzea Grande no final da tarde de hoje (01) causou estragos no Aeroporto Internacional Marechal Rondon. Os passageiros que esperavam pelos voos viveram momentos de tensão quando placas do teto da praça de alimentação e nas portas de entrada começaram a cair. O acidente gerou enorme correria e pânico nas pessoas presentes.

No pátio das aeronaves, também foram registrados incidentes. As escadas de acesso dos passageiros aos aviões foram jogadas ao chão com a força do vento. Apesar do transtorno, nenhuma pessoa ficou ferida e os horários dos voos foram mantidos.

Em nota, o secretário extraordinário da Copa do Mundo, Maurício Guimarães, exigiu que as empresas responsáveis pela reforma avaliem as condições físicas do local e façam as correções necessárias, de acordo com as exigências contratuais. A obra de ampliação foi orçada em R$ 98 milhões e é executada pela empresa Engeglobal. 

 

 

Da Redação - Raoni Ricci

Comentários

Data: 03/09/2014

De: kljaota

Assunto: ioli

É O GOVERNO DA GAMBIARRA. SÓ FEZ ROLO E PALHAÇADA. AINDA TEM UM QUE TEMOS QUE DAR A RESPOSTA: WELITON FAGUNDES. FEZ PARTE DA BASE DO SINVAL E AGORA QUER POSAR DE ETICO.

SOU ROGERIO SALLES DO PDT 456!

Novo comentário