03/10/2016 - Eleições mudam quadro da AL; Daltinho assume, Kardec e Jajah ficam no aguardo

As eleições municipais provocam mudanças na  composição da Assembleia a partir de janeiro. O deputado estadual Zé Carlos do Pátio (Solidariedade) foi eleito prefeito de Rondonópolis e será substituído pelo suplente Adalto de Freitas Filho, o Daltinho (Solidariedade). 

 

A outra mudança depende do resultado do segundo turno em Cuiabá. Os deputados Emanuel Pinheiro (PMDB) e Wilson Santos (PSDB) disputam o  cargo de prefeito na votação que será realizada em 30 de outubro.  

 

Apesar da eleição de Pátio, Daltinho só deve assumir a cadeira de deputado em janeiro. Isso porque o prefeito eleito de Rondonópolis preside a CPI da Renúncia e Sonegação Fiscal e já anunciou que pretende renunciar ao mandato parlamentar somente em dezembro, após concluir as investigações. 

 

Caso Emanuel saia vencedor em Cuiabá, o vereador Allan Kardec (PT) é efetivado no cargo. O petista não conseguiu se reeleger neste domingo (2). Ocorre que o primeiro suplente do peemedebista Altir Peruzzo (PT) foi eleito prefeito de Juína, deixando a vaga que pode se abrir para o correligionário que não obteve êxito nas urnas neste ano. 

 

Se o eleito for Wilson, o suplente Jajah Neves (PSDB) será efetivado na Assembleia. O tucano já está exercendo o mandato porque o correligionário está licenciado para se dedicar à campanha.

 

Outro deputado que tentava posto de prefeito era Pery Taborelli (PSC), no entanto, durante a campanha perdeu o mandato para Valdir Barranco (PT) por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ainda saiu derrotado nas urnas, perdendo para Lucimar Campos (DEM) em Várzea Grande.  

 

Nas eleições de 2012, cinco  deputados estaduais foram candidatos a prefeito e um a vice. Concorreram a chefe do Executivo  Guilherme Maluf (PSDB), em Cuiabá; Nilson Santos (PMDB), em Colíder; Percival Muniz (PPS), em Rondonópolis; Walace Guimarães (PMDB), em Várzea Grande; e Daltinho (Solidariedade), em Barra do Garças. João Malheiros (PR) concorreu a  vice na Capital na chapa encabeçada por Mauro Mendes (PSB), mas desistiu do posto antes de assumir. Apenas Maluf e Daltinho sairam derrotados. Walace foi eleito, mas acabou cassado por caixa 2 na campanha. 

 

 

 

 

Jacques Gosch

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário