03/12/2012 - Cheia do Rio Araguaia ameaça sobrevivência de tartarugas, em GO

 

Animais estão sendo removidos das áreas de riscos das praias. 
Cerca de 26 mil filhotes devem ser levados para locais mais seguros.

Ver vídeo AQUI

Uma equipe do Instituto Chico Mendes e moradores da região norte de Goiás estão trabalhando voluntariamente para garantir a sobrevivência das tartarugas da Amazônia. Coincidentemente, o nascimento dos animais aconteceu na mesma época do início do período chuvoso em Goiás. Como  o Rio Araguaia enche rapidamente neste período há o risco de matar diversas tartarugas que estão dentro dos ninhos que ficam nas margens.

“Todo ano não temos a noção de quando ocorre a desova dos ovos de tartarugas da Amazônia na região e, por isso, convocamos toda comunidade para nos ajudar a preservar os animais”, declara o presidente da Associação dos Barqueiros de Luiz Alves, Roberto Cruz, que percorre juntamente com a população cerca de 40 quilômetros de barco para chegar as praias onde estão as espécies.

A meta da força tarefa deste ano é resgatar aproximadamente 26 mil filhotes que estão em áreas de risco. Segundo a bióloga Ana Paula Lustosa, esse procedimento contribui na preservação do animal. “Se não fizermos esse tipo de interferência todos os ninhos serão perdidos”, afirma a especialista.

Entretanto, mesmo com tanto esforço dos ambientalistas e da comunidade ribeirinha, somente alguns filhotes chegam à fase adulta. “Nem a metade dos animais que soltamos no rio vão ficar adultos, pois eles são mortos pelos predadores aquáticos e aves”, explica o chefe de área de preservação José Vanderlei Cambum.

 

Escrito por G1 GO, com informação da TV Anhanguera