03/12/2014 - Estudantes de geografia da UFMT visitam são Félix do Araguaia para mapeamento ambiental

Com a finalidade de radiografar a região Norte-Araguaia os estudantes de Geografia (Disciplina: Planejamento e Gestão Ambiental da UFMT) trazem consigo uma intensa carga de conhecimentos que, além de promover o mapeamento, também trazem técnicas que poderão ser aplicadas em nossa região, com a finalidade de potencializar o desenvolvimento sustentável ambiental

Estudantes de Geografia da Universidade Federal de Mato Grosso (Disciplina: Planejamento e Gestão Ambiental – UFMT), liderados pelo professor Dr. Hugo José Schever Werle, estão na região Norte-Araguaia para a realização in-loco do mapeamento ambiental da região, com ênfase em resíduos sólidos. O grupo, em sua maioria jovens, de prancheta na mão, trouxeram suas técnicas acadêmicas para a visualização, leitura e diagnóstico da situação ambiental, residual e hídrica dessa tão rica e exótica parcela do majestoso rio Araguaia.

O grupo foi recebido pelo Secretário de Administração, Dionir José de Oliveira, e pelo Prefeito Municipal José Antônio de Almeida – Baú. O prefeito colocou-se a disposição do grupo para apoio logístico, bem como promovendo as boas vindas, características do povo sãofelixcense. Após a visita ao prefeito, foi realizada uma reunião com os membros da Secretaria de Turismo e Meio Ambiente:  Daiany Alves Barcelos (Secretária), José Edmarques Coelho (Chefe de Departamento de Meio Ambiente ),e João Luiz  Milhomem (Técnico Ambiental) para uma prévia sabatina com relação à situação do Turismo e do Meio Ambiente em que se encontra o município.

Os três componentes da secretaria de Turismo e Meio Ambiente explanaram ao professor e seus alunos a real condição estrutural da parte sólida do município, bem como de nossa maior riqueza: o rio Araguaia e sua situação hídrica ora apresentada, sua riqueza biológica e os crescentes assoreamentos e muitos problemas ecológicos. Em seguida, narraram ao professor Hugo e seus aprendizes, sobre as condições da coleta de lixo e sobre as condições de captação da água que é distribuída para a população.

O docente, especialista na área, argumentou que o estudo que está sendo feito terá o caráter apenas acadêmico; não tendo, porém, valor de registro em órgãos oficiais, a não ser para pesquisas escolares, e outras eventuais necessidades.

A Secretária de Turismo e Meio Ambiente, Daiany Barcelos, viu com bons olhos a presença desse grupo especialista que, certamente, trarão bons frutos em termos de aprendizagem para o município.

Redação e fotos: Sergildo Ribeiro Gonzaga.

Departamento de Comunicação - PMSFA

 

Comentários

Data: 04/12/2014

De: REVOLTADA

Assunto: MATO GROSSO

TAQUES FALTA A SUJEIRA DO PT NA SEDUC, ESSES DOZE ANOS DE ATRASO E FRACASSO NA EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO, DIRETORES, COORDENADORES NOMEADOS EM ESCOLAS DO INTERIOR SEM CONCURSO E PRINCIPALMENTE SEM COMPETÊNCIA E PREPARO PARA O CARGO, SIMPLESMENTE NOMEAÇÕES POLITIQUEIRAS, AS QUAIS AINDA AMEAÇAM OS EFETIVOS DE DEMISSÕES E TRANSFERÊNCIAS........

Novo comentário