04/03/2013 - Tensão com xavantes leva PRF a reforçar equipes em rodovia de MT

 

Efetivo policial será aumentado em trecho da BR-070, no leste do estado.
Medida foi provocada por saques e ameaças protagonizados por xavantes.

 
 
Dez novos agentes e uma viatura devem reforçar as equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) a partir desta semana no trecho da rodovia federal BR-070 entre os municípios de Primavera do Leste e Barra do Garças, respectivamente a 239 km e 516 km de Cuiabá, região leste de Mato Grosso.
O reforço foi designado diante da crescente tensão entre os agentes de policiamento da rodovia e um grupo de índios xavantes da reserva Sangradouro, próxima a Primavera do Leste, que têm protagonizado sucessivos episódios de saques a cargas e ameaças.

A Funai, a PF e o MPF, contudo, ainda não confirmaram agenda oficial para tratar do assunto junto à PRF.A situação foi noticiada pelo G1 no último dia 24, quando a PRF acionou o Ministério Público Federal (MPF), a Polícia Federal(PF) e a Fundação Nacional do Índio (Funai) para buscar medidas conjuntas de controle sobre o crescente número de delitos cometidos por indígenas na região da BR-070.
Além de ter de encarar o policiamento com um baixo número de policiais, a PRF tem dificuldade para responsabilizar os xavantes devido à espécie de proteção especial que os indígenas detêm na legislação e por conta da dificuldade de se entrar nas aldeias para buscar responsáveis por saques de cargas, agressões, cobranças indevidas de pedágio e até tentativas de provocar acidentes com carretas na rodovia para depois saquear as mercadorias carregadas.
Segundo o Inspetor Fabiano Jandrei, chefe da Seção de Policiamento e Fiscalização da PRF em Mato Grosso, uma nova viatura já foi disponibilizada para a locomoção dos policiais lotados no posto em Primavera do Leste e dez policiais devem reforçar a equipe que controla a BR-070 nas imediações de Barra do Garças.  Os agentes são oriundos de outros estados.
O trecho entre Barra do Garças e Primavera do Leste é estratégico devido à passagem constante de caminhões e carretas entre Goiás e Mato Grosso. Essas carretas têm sido alvos de saques e armadilhas na rodovia para se envolverem em acidentes e terem suas cargas saqueadas.
 
G1 MT

 

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário