04/03/2016 - Delcídio diz que 'não confirma' delação premiada

04/03/2016 - Delcídio diz que 'não confirma' delação premiada

O senador Delcídio do Amaral (PT-MS) disse em nota divulgada nesta quinta-feira (3) que "não confirma" o conteúdo da matéria da revista IstoÉ, que afirma que o ex-líder do governo no Senado fez um acordo de delação premiada na Lava Jato acusando a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Não conhecemos a origem, tampouco reconhecemos a autenticidade dos documentos que vão acostados ao texto" diz a nota assinada pelo senador e por seu advogado, Antonio Augusto Figueiredo Basto, acrescentando que não foram contatados pela jornalista autora da reportagem para se manifestar sobre a fidedignidade dos fatos relatados.

A reportagem diz que Delcídio acusa, na suposta delação, o ex-presidente Lula. Segundo a publicação, Lula teria mandado pagar propina à família do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Vale lembrar que o senador foi preso justamente por oferecer dinheiro ao filho de Cerveró.

Delcídio do Amaral ficou preso por cerca de três meses. Ele foi solto por ordem do STF (Supremo Tribunal Federal) no dia 19 de fevereiro. O político tirou uma licença médica do Senado e ainda não retornou às atividades. A Casa abriu um processo de cassação contra o petista.

 

 

R7

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário